BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

câncer

colesterol-cancer.jpg

setembro 23, 2021 Câncer0

Adotar hábitos para reduzir o colesterol é benéfico não só para prevenir doenças cardiovasculares, como também é fundamental para reduzir o risco de desenvolvimento de câncer de mama e câncer de intestino. Por ser um fator de risco para o desenvolvimento de tumores, o colesterol alto deve ser controlado por meio de dieta equilibrada e rotina de exercícios físicos, além de consultas regulares a especialistas. 

Para te ajudar a entender melhor a relação entre colesterol alto e câncer, nós, do Blog da Medquimheo, preparamos este conteúdo especial, que também reúne dicas valiosas de como reduzir os níveis de colesterol no organismo. Continue a leitura para conferir. 

Veja também – Falta de vitaminas durante o câncer: entenda qual é a relação 

Qual é a relação entre colesterol alto e câncer?

De acordo com publicação do Instituto Vencer o Câncer, colesterol alto e obesidade podem desencadear alterações celulares que levam ao desenvolvimento de diversos tipos de câncer. Esse processo de formação de tumores ocorre por haver excesso de gordura corporal, o que eleva os níveis de circulação de hormônios, como insulina, estrogênio e fatores de crescimento (IGF-1), e, como consequência,  estimula a produção celular desenfreada e inibe a apoptose – morte celular programada.

Dicas para controlar o colesterol e reduzir o risco de câncer

Ainda de acordo com o Instituto, alguns hábitos podem (e devem!) ser adotados na rotina para combater o colesterol alto e, dessa forma, reduzir os riscos de desenvolvimento de câncer. Confira as dicas a seguir: 

  • Dieta equilibrada

Ter uma dieta equilibrada, rica em fibras, legumes, frutas, verduras e oleaginosas, além de substituir carboidratos por alimentos integrais, é um dos hábitos cruciais para combater o colesterol alto. Também é recomendável evitar consumo de ultraprocessados, bebidas alcoólicas em excesso, doces e frituras. Dê preferência para ingestão de carnes magras e laticínios com níveis reduzidos de gordura.

  • Atividade física

A prática regular de exercícios físicos é fundamental para a saúde do corpo como um todo. Além disso, durante as atividades, há diminuição de LDL – colesterol ruim – e aumento do nível de HDL – colesterol bom, segundo publicação do Hospital do Coração (Hcor)

  • Rastreamento

Além da dieta equilibrada aliada com a prática de atividade física, realizar consultas periódicas é fundamental. Além disso, é recomendável realizar o exame de dosagem de colesterol como estratégia de rastreamento em pacientes em torno de 30 anos com fatores de risco como tabagismo, hipertensão e histórico familiar de doença coronariana. 

Conheça nosso blog 

Nosso blog é repleto de posts para te manter sempre bem informado e atualizado. Aproveite mais conteúdos:

#DicaDaNutri: 3 receitas que ajudam na quimioterapia

Dicas para manter a qualidade de vida e a saúde mental na quarentena 

Fonte: Instituto Vencer o Câncer.


shutterstock_1781278841.jpg

Os riscos para pacientes oncológicos ao se contaminarem com Covid-19 se dão pelas maiores chances de complicações pela doença, visto a baixa imunidade das pessoas que tratam o câncer. Segundo um estudo de meta-análise da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), os riscos de óbitos por Covid-19 em pacientes oncológicos são de 26%, contra 2% a 3% da população geral. Nesse sentido, é fundamental que os pacientes adotem as medidas protetivas, a fim de evitar a contaminação e, consequentemente, dar continuidade ao tratamento oncológico

Para te explicar os principais cuidados que os pacientes oncológicos devem tomar para evitar a infecção pelo coronavírus, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial. Continue lendo para conferir!

Veja também: Tomei a vacina da Covid-19, e agora?

🩺 Quais cuidados adotar para prevenir a contaminação pela Covid-19?

De acordo com o Instituto Oncoguia o principal cuidado para o paciente oncológico deve ser com o tratamento, que não deve ser interrompido e, qualquer decisão deve ser tomada em conjunto com a equipe médica. Para além do tratamento, é preciso avaliar procedimentos cirúrgicos eletivos e adiá-los, quando possível; imunizar os pacientes com a vacina contra a Covid-19 e implementar precauções pessoais para ajudar no controle da proliferação do vírus.  

Para que os cuidados contra o coronavírus sejam estendidos para o dia a dia do paciente oncológico, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) publicou algumas recomendações.

🏠 Ficar em casa quando não for dia de tratamento; 

🤧 Prevenir-se de contato com pessoas gripadas ou resfriadas quando sair;

💉 Vacinar-se contra a Covid-19;

🧼 Lavar as mãos com frequência e por, pelo menos, 20 segundos;

🤦🏼‍♀️ Evitar levar as mãos ao rosto, principalmente, nos olhos, nariz e boa;

🤧 Cobrir nariz e boca ao tossir ou espirrar;

📏 Manter distância segura das pessoas e evitar aperto de mão, abraços e beijos;

🎒 Evitar compartilhar objetos pessoais como toalhas, garrafas e copos, chaves e celulares;

🧴 Higienizar superfícies tocadas com frequência;

😷 Utilizar sempre a máscara, em locais públicos e com desconhecidos.

Caso apresente qualquer sintoma de Covid-19, é fundamental procurar um médico, para que o rastreamento da infecção seja realizado e o tratamento seja iniciado. Quando possível, opte pelo formato de teleconsulta, para resguardar a sua segurança e do profissional que irá atendê-lo. 

#DicaMedquimheo: vacine-se! Os pacientes oncológicos fazem parte do grupo prioritário para receber os imunizantes contra a Covid-19 e, ao se vacinar, é possível evitar as formas graves da doença e dar continuidade ao tratamento de câncer.

💡 Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

5 dicas sobre o que fazer em casa durante a quarentena

Testes de Covid-19: entenda as diferenças entre os exames!

Fonte: Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC).


shutterstock_1966086250.jpg

Os cânceres de cabeça e pescoço atingem tumores da cavidade oral, boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago, tireoide e seios paranasais. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a doença, que apresenta alta incidência entre os brasileiros, possui sintomas que se confundem com outras patologias, o que pode configurar diagnósticos tardios e diminuir as chances de cura. Por isso, é de extrema importância realizar consultas regulares, a fim de oportunizar o diagnóstico precoce. 

Para te explicar os principais fatores de risco e sintomas do câncer de cabeça e pescoço, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial. Continue lendo para conferir!

Veja também: Qual a importância das vacinas para a prevenção do câncer?

🔎 Quais são os fatores de risco para cânceres de cabeça e pescoço?

Os fatores de risco para o surgimento de cânceres de cabeça e pescoço englobam, principalmente, tabagismo e consumo excessivo de bebidas alcoólicas, visto que, cerca de 70% dos casos possuem esse dois fatores como causa. Evitar a infecção pelo papilomavírus (HPV) também é uma forma de prevenir a neoplasia, que, segundo a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), acomete, principalmente, a região orofaringe, que engloba a base da língua, as amídalas e a parte lateral e posterior da garganta.

🩺 Quais são os principais sintomas?

Os sintomas do câncer de cabeça e pescoço podem incluir o surgimento de nódulos, feridas que não se cicatrizam, dor de garganta persistente, dificuldades para engolir e respirar, rouquidão por mais de três semanas e alterações repentinas na voz. Outros sinais que podem indicar tumores nessas regiões são:

  • 👄 Cavidade oral: 

Manchas brancas ou vermelhas na gengiva ou na língua; inchaço da mandíbula sem causa aparente e hemorragias ou dores persistentes na boca.

  • 🗣️ Faringe:

Dificuldades para respirar ou falar; dor ao engolir, dor no pescoço ou garganta; enxaquecas frequentes; zumbido nos ouvidos e problemas de audição.

  • 👃🏽 Cavidade nasal:

Canal nasal obstruído; infecções crônicas que não respondem ao tratamento com antibióticos; sangramentos pelo nariz; dores de cabeça frequentes; inchaço nos olhos e dor persistente nos dentes superiores.

  • 👅 Glândulas salivares:

Inchaço sob o queixo ou ao redor do maxilar; dormência e dor dos músculos da face; incômodo no pescoço persistente.

Caso apresente qualquer desses sintomas, é fundamental procurar um médico, para que o rastreamento do possível tumor seja realizado, o que pode implicar na realização de outros exames clínicos e biópsias mais detalhadas. Para isso, durante a consulta, serão analisados históricos clínicos individuais e familiares, além de exames físicos, com avaliações da cabeça e pescoço

“Para evitar os principais fatores de risco, é necessário incluir hábitos saudáveis na rotina e manter o cartão de vacinação atualizado. É importante frisar que alguns tumores costumam ser assintomáticos na fase inicial da doença, por isso é fundamental manter as consultas periódicas em dia, a fim de aumentar as chances de cura”.  

-Dra. Carolina Conopca, oncologista da Medquimhe.

💡 Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

Saiba mais sobre o Câncer de Esôfago

Saiba mais sobre o Câncer de Laringe

Fonte: Instituto Nacional de Câncer (Inca).


shutterstock_1903570186.jpg

A imunização em massa é a peça-chave para a prevenção e proteção coletiva, tanto para a Covid-19, quanto para outras doenças, como o câncer. De acordo com pesquisa realizada pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, 92% dos casos de câncer de colo de útero, causados pelo vírus do HPV, poderiam ser evitados com o imunizante. Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), antes da aplicação em massa da vacina contra o vírus  do papiloma humano (HPV), eram registradas cerca de 35 mil mortes por câncer uterino, ao ano, nos países da América e, hoje, 43 deles já administram o imunizante na população em campanhas anuais.

Para te ajudar a entender a importância das vacinas para a prevenção do câncer, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial. Confira!

Veja também: Tomei a vacina da Covid-19, e agora?

🔎 Quais vacinas ajudam a prevenir o câncer?

As principais vacinas que podem ajudar a prevenir o câncer são: vacina HPV, que protege contra o vírus papiloma, transmissível por relação sexual, que pode causar lesões pré-cancerosas e é o principal causador do câncer de colo de útero; vacina Hepatite B, que causa infecções crônicas e, quem a tem, convive com um risco aumentado de desenvolver câncer de fígado

Essas vacinas, em específico, são administradas desde a infância e devem ter o esquema vacinal seguido de forma correta para garantir a eficácia da imunização. A vacina que protege contra o HPV é aplicada pelo Ministério da Saúde em adolescentes de 9 a 14 anos do público feminino e de 11 a 14 anos do público masculino. Para outras faixas etárias, a vacina está disponível na rede privada. Já a vacina contra a hepatite B é administrada em crianças 24 horas após o parto e a segunda dose deve ser aplicada até os 6 meses.  

É importante citar que a simples ação de completar o cartão de vacina das crianças garante a elas um futuro mais seguro e as protege, de forma completa, contra doenças infecciosas que podem evoluir para um câncer.

#DicaMedquimheo: o Ministério da Saúde criou uma cartilha para informar, de forma detalhada, quais vacinas devem ser administradas durante cada fase da vida, para homens, mulheres e grávidas. 

🦠 Vacinação durante a pandemia

Neste período de pandemia, as campanhas de imunização ocorrem normalmente, para além da vacinação contra a Covid-19. Nesse sentido, a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) publicou algumas dicas para ajudar a manter o esquema vacinal em dia e reforçar a proteção coletiva contra as demais infecções.

📆 Certifique-se de que as vacinas de rotina estão atualizadas: confira os cartões de vacinação ou entre em contato com o serviço de saúde mais próximo para saber se falta alguma vacina;

💉 Se deixou de receber alguma vacina, entre em contato com o serviço de saúde para saber como se imunizar;

👨‍👧‍👧 Apenas uma pessoa deve acompanhar quem será vacinado no serviço de saúde. Proteja-se e proteja os outros usando máscaras;

🤧 Caso teste positivo para Covid-19, fique em casa. O profissional do serviço de saúde irá informar para quando deve programar a vacinação;

😷 Procure saber quais são as medidas que os serviços de saúde têm adotado para proteger as pessoas que estão em busca de vacinação durante a pandemia de Covid-19;

💻 Informe-se! A vacina não diminui as defesas imunológicas; não existe nenhuma evidência de que as atuais vacinas facilitam ou impedem o adoecimento e complicações devido à Covid-19. 

A pandemia nos fez perceber a importância das vacinas para a prevenção de doenças e preservação da vida. Por isso, aproveite as que temos hoje para prevenir alguns tipos de câncer e outras infecções, principalmente, o coronavírus

💡 Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

Entenda a importância da doação de sangue na pandemia

Junho Vermelho: mês de conscientização e incentivo à doação de sangue

Fonte: Ministério da Saúde.


shutterstock_1929693059.jpg

O sangue seguro deve ser um direito de todos, visto que é um elemento vital e serve de suporte para tratamentos oncológicos, intervenções cirúrgicas e quadros clínicos emergenciais. O ato de doar sangue é simples e pode salvar até 4 vidas, de acordo com dados do Ministério da Saúde. No entanto, o órgão também evidencia as baixas taxas de doação – apenas 16 a cada mil pessoas são doadoras no Brasil. Neste período de pandemia, houve, ainda, uma redução de 20% de voluntários. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), em nível global, 42% do sangue coletado é de países de alta renda, que abrigam apenas 16% da população mundial.

Nesse sentido, a Assembleia Mundial da Saúde instituiu o Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado em 14 de junho, que tem como principal objetivo aumentar a conscientização da sociedade sobre a necessidade de contribuir, como voluntários, na doação de sangue. O slogan da campanha de 2021 é “Doe sangue para que o mundo continue pulsando” e visa a agradecer aos doadores de todo mundo e sensibilizá-los para a importância da doação como ferramenta para salvar vidas e proporcionar mais saúde às pessoas. 

Para te ajudar a entender mais detalhes sobre o tema e saber os requisitos para se tornar um doador, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial. Confira!

Veja também: Descubra mitos e verdades sobre a leucemia

🔎 Qual a importância da data para os pacientes oncológicos?

Para os pacientes oncológicos, é comum necessitar de uma transfusão sanguínea, principalmente, aqueles que enfrentam cânceres hematológicos, como por exemplo, a leucemia aguda, já que a doença se origina na medula óssea, órgão em que o sangue é produzido. No entanto, a doação também  é de grande valia para casos de cirurgias oncológicas e procedimentos de quimioterapia. 

💉 Pacientes oncológicos podem doar?

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), neoplasias malignas, como o câncer, são impeditivos definitivos para a doação sanguínea, visto que a ação deve proporcionar segurança a todos, e o paciente oncológico pode ser prejudicado ao doar, já que se encontra, na maioria dos casos, vulnerável e necessitado da doação. Além disso, o uso de medicamentos para o tratamento contra o câncer pode ser prejudicial ao receptor.

🦠 Doação de sangue em período de pandemia

De acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que neste período de pandemia houve queda de 20% no total de doações de sangue, se comparado ao ano anterior. Em contrapartida, tornou-se ainda mais necessário a doação, visto o aumento da demanda por produtos sanguíneos para o tratamento da Covid-19 e outras doenças, como o câncer. Dessa forma, procure o hemocentro mais próximo de você, adote as medidas de segurança e mantenha o hábito de doar e compartilhar a vida com aqueles que precisam. 

🤔 Quem pode doar?

Antes de doar, efetivamente, os voluntários passam por uma triagem para avaliação da saúde. Para isso,  é preciso se encaixar em alguns quesitos, como:

🩺 Estar em boas condições de saúde;

👨‍👧‍👧 Ter entre 16 e 69 anos. Para os idosos, é necessário que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos de idade;

⚖️ Pesar no mínimo 50kg;

🥗 Estar alimentado. É preferível evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação.

É importante citar que neste período de pandemia, outros requisitos foram estabelecidos temporariamente para garantir maior segurança aos doadores e receptores.

🤧 Em casos de sintomas gripais, é preciso aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sinais para doar;

🤰🏽 Grávidas e puérperas devem aguardar até 12 meses após o parto para realizar a doação;

🦠 Pessoas infectadas pelo coronavírus devem aguardar 30 dias após a recuperação da doença para fazer a doação;

💉 Vacinados contra a Covid-19 só devem doar entre 48h e 7 dias após cada dose, a depender de qual vacina foi ministrada.

💡 Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

Entenda a importância da doação de sangue na pandemia

Junho Vermelho: mês de conscientização e incentivo à doação de sangue

Fonte: Ministério da Saúde.


Dia-Mundial-de-Luta-Contra-o-Cancer.png

Em 8 de abril é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra o Câncer. A data foi instituída para chamar a atenção sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce da doença. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um terço das mortes provocadas pelo câncer podem ser evitadas se detectadas em estágio inicial e com acesso aos tratamentos adequados.

Para te mostrar que é possível prevenir o câncer e ter um tratamento com resultados positivos, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial.

Hábitos que previnem o câncer

Uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) e pela Harvard University, publicada na Revista Científica Cancer Epidemiology, aponta que do total dos casos anuais de câncer, 27% deles seriam evitados e 34% das mortes seriam poupadas, com um estilo de vida mais saudável. Confira hábitos que podem ser adotados:

❌ Evite fumar e consumir bebidas alcóolicas

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o vício aumenta em até 20 vezes o surgimento do câncer de pulmão. Pode contribuir, ainda, para o desenvolvimento do câncer de laringe, faringe, esôfago, bexiga, pâncreas, rim, estômago e intestino. No caso das bebidas alcoólicas, elas podem corroborar para o surgimento do câncer de estômago e intestino.

☀️ Cuidado ao se expor ao sol

É recomendado que a exposição solar aconteça entre 7h e 9h, horários em que a radiação ultravioleta não é prejudicial à pele e auxilia no estímulo à produção de vitamina D. Em contrapartida, a exposição em larga escala ao sol, no intervalo de 10h e 16h, pode acarretar o desenvolvimento de todos os tipos de câncer da pele. Por isso, sempre faça uso do protetor solar com FPS 50, mesmo em dias nublados; use chapéu e óculos de sol.

🍉 Adote uma rotina saudável

rotina-saudavel

Uma rotina saudável deve incluir alimentação balanceada e prática de exercícios físicos. É importante consumir alimentos livres de agrotóxicos e minimamente processados, como frutas, legumes, verduras, laticínios e oleaginosas.

Para que o corpo e a mente estejam em harmonia, é necessário praticar atividades que proporcionem prazer. Aeróbica, ioga, dança, corrida, musculação são exercícios que, junto a uma alimentação saudável, auxiliam na promoção da qualidade de vida e fortalecimento do sistema imunológico. Além de controlar o peso corporal e evitar casos de obesidade, que podem estar ligados ao surgimento do câncer.

💉 Mantenha as vacinas em dia

Alguns tipos de cânceres estão diretamente relacionados a infecções virais que podem ser evitadas pela vacinação, como o câncer uterino e o de fígado. A imunização contra o HPV e Hepatite B são essenciais para a prevenção desses cânceres, visto que auxiliam no desenvolvimento de anticorpos contra os vírus.

🩺 Realize os exames preventivos

Os exames preventivos são ferramentas fundamentais para a detecção precoce do câncer. Aumentam as chances de cura e preservam o bem-estar do paciente durante o tratamento oncológico. É de suma importância se atentar às campanhas nacionais e internacionais que alertam a sociedade para os exames que devem ser feitos. Confira algumas:

📌 É importante lembrar, ainda, que alguns cânceres não têm fatores de risco bem definidos e podem se desenvolver por conta da genética, histórico familiar e desenvolvimentos anormais de células cancerígenas. No entanto, todo cuidado é importante para preservar a saúde e garantir um tratamento mais assertivo.

👨🏻‍⚕️ Tratamento oncológico leve e acolhedor

A nossa campanha intitulada “O câncer tem tratamento e passar por ele pode ser mais leve e acolhedor” carrega a nossa missão: cuidar. Nossa equipe multidisciplinar que inclui oncologistas, nutricionistas, psicólogos e farmacêuticos trabalham com dedicação para proporcionar um tratamento personalizado a todos os pacientes. A luta contra o câncer não é uma batalha fácil mas, nós, da Medquimheo, estamos à disposição para caminhar lado a lado e construir uma rede de apoio para enfrentar este momento.

“A nossa dedicação é para levar o máximo de zelo e carinho aos pacientes. Queremos que eles saibam que não estão sozinhos e estaremos sempre dispostos a ajudar e pôr em prática a nossa missão, que é o cuidado individualizado.”

– Carolina Conopca, oncologista da Medquimheo

Conheça nosso blog!

Aqui no Blog você confere outros conteúdos:

Dia Mundial do Câncer: entenda a campanha

Dia Mundial do Combate ao Câncer: você sabe a importância da data?

Fonte: Instituto Nacional do Câncer (Inca).


salmao.jpg

dezembro 18, 2020 DicasNutriçãoReceitas0

2020 nos desafiou em todos os sentidos e o Natal é a data que representa acalanto em meio aos dias difíceis que vivemos este ano.  Mesmo que aconteça em formatos diferentes, no modo virtual e sem abraços calorosos, a data continua sendo o evento mais esperado para reunir a família e celebrar. É na noite do dia 24 de dezembro que a ceia de Natal ganha destaque! 

Você sabia que é possível ter pratos mais saudáveis à mesa e transformar a ceia de natal em um gesto de carinho e afeto? Por isso, no post de hoje, nós, do blog da Medquimheo, consultamos a nutricionista Naira Fraga, para preparar um conteúdo com receitas fáceis que irão compor o seu jantar natalino. Vamos conferir?

 

1 – Receita de salmão com crosta de gergelim

Um prato perfeito para dar início à ceia de Natal, com ingredientes leves e de fácil preparo. O salmão tem inúmeros benefícios para a saúde, como o alto índice de ácidos graxos ômega 3, que reduz a probabilidade de doenças cardíacas. Além de proporcionar um toque sofisticado à mesa.

Ingredientes:

  • 4 postas de salmão de 100g;
  • Sal a gosto;
  • Pimenta do reino a gosto;
  • 2 fios de azeite extra virgem;
  • Gergelim para cobrir o peixe.

 

Modo de preparo:

Tempere os pedaços de salmão com sal e pimenta do reino. Depois pingue gotas de azeite e espalhe por todo peixe. Coloque o gergelim em um prato e vá apertando em cima até o ingrediente grudar em todas as partes do peixe. Aqueça uma frigideira, depois coloque um fio de azeite e os pedaços de salmão. Deixe dourar e não vire antes para não correr o risco de despedaçar. Assim que perceber que dourou um lado, vire e deixe dourar o outro. Por fim, decore com tempero verde e sirva!

 

2 – Receita de lasanha de abobrinha e berinjela

Para esse momento especial de ceia e família reunida, degustar uma iguaria saborosa e saudável completa a felicidade do Natal. Ingredientes como abobrinha e berinjela são ricos em fibras e cálcio, o que possibilita a lasanha um gosto mais que especial!

Ingredientes:

  • 2 abobrinhas em fatias finas;
  • 2 berinjelas em fatias finas;
  • 300g de muçarela de búfala;
  • 1 xícara de manjericão fresco;
  • ½ xícara de hortelã fresca;
  • 3kg de tomate fresco cortado;
  • ⅓ cenoura média;
  • ½ cebola;
  • ½ xícara de azeite extravirgem;
  • Sal a gosto.

 

Modo de preparo: 

Corte os tomates em cubos e coloque-os em uma panela com a cenoura e cebola e deixe apurar em fogo médio até que atinja a textura de molho desejada. Quando finalizado, acrescente o sal e as folhas de manjericão e reserve. Bata no liquidificador o manjericão, a hortelã e o azeite, até atingir uma consistência cremosa. Sele as berinjelas e abobrinhas em uma grelha para evitar que soltem muita água. Monte uma camada de molho de tomate, uma de abobrinha, outra do molho cremoso de temperos, uma de berinjela e por cima a de muçarela. Leve ao forno preaquecido a 180° até gratinar, enfeite como preferir e sirva.

 

3 – Receita de abacaxi assado com canela

Para fechar sua ceia de Natal com chave de ouro, nada melhor do que uma sobremesa saborosa e leve. O abacaxi, por ser uma fruta ácida, melhora a digestão e é uma ótima escolha para fazer com que o jantar não provoque nenhum mal-estar e seja um momento especial.

Ingredientes:

  • 1 abacaxi fatiado;
  • 1 colher (sopa) canela em pó;
  • ½  colher (sopa) de cravo;
  • Castanhas de caju a gosto.

Modo de preparo: 

Em uma forma coloque as fatias de abacaxi. Triture o cravo no liquidificador para que ele vire um pózinho e salpique sobre as fatias de abacaxi junto com a canela, se preferir regue com um pouco de mel. Triture as castanhas e coloque sobre as fatias. Preaqueça o forno, asse as fatias de abacaxi por 10 minutos em baixa temperatura, vire na metade do tempo. Reserve e quando estiver morno e sirva!

 

Conheça nosso blog

Nosso blog é cheio de posts para te manter sempre bem informado. Aproveite mais conteúdos:

#DicaDaNutri: 2 receitas para compor seu cardápio saudável

#DicaDaNutri: 3 receitas que ajudam na quimioterapia 

   Fonte: Naira Fraga, nutricionista da Medquimheo, CRN ES 15101252.


campanha-medquimheo.png

dezembro 15, 2020 Notícias0

Cuidar e tratar pessoas é nossa missão desde 1996. Esse conceito de cuidado está refletido em nossa primeira campanha, que ganhará as ruas nos próximos dias. O slogan “O câncer tem tratamento e passar por ele pode ser mais leve e acolhedor” leva aos pacientes oncológicos uma mensagem de apoio e acolhimento. Em outdoors, rádios e mídia digital, vamos reforçar a essência da clínica e da família Medquimheo, que é composta por um time que pensa em cada paciente de forma especial e singular.

Neste post queremos reforçar um pouco da nossa trajetória, que teve ajuda de cada um – pacientes e equipe – para ser construída. 

Pacientes em primeiro lugar

Nossa história começou a ser construída em agosto de 1996. Desde o início, nossos fundadores – um time modesto de dois hematologistas e um oncologista – vislumbraram alcançar um patamar ainda mais especial do que o de apenas atender. O anseio inicial continua aceso em nossos valores: fornecer atendimento humanizado, em que o cuidado individualizado aos nossos pacientes é uma premissa.

Ao longo dos anos, nossa família cresceu e, hoje, contamos com uma equipe que continua a transcender nossa principal missão. Contamos com estrutura completa para serviço multidisciplinar, relacionamento próximo ao paciente oncológico e infraestrutura com tecnologia de ponta. 

Tratamento mais leve e acolhedor

Em nossa primeira campanha, queremos levar aos pacientes oncológicos uma mensagem de apoio e mostrar que eles não estão sozinhos na luta contra o câncer. Ter uma rede de apoio é fundamental para enfrentar a doença, por isso, estamos aqui! 

O resultado de toda dedicação da nossa equipe para levar aos nossos pacientes o tratamento do câncer de forma mais acolhedora, é refletido em nosso índice de satisfação do cliente: 97%, com base no Net Promoter Score (NPS) – nota média de indicação, numa tradução direta. 

“Cuidamos dos nossos pacientes com o máximo de zelo e carinho. Queremos que eles saibam que não estão sozinhos, estaremos sempre dispostos para ajudá-los, afinal, o cuidado individualizado é nosso principal valor.”

-Dra.Carolina Conopca, oncologista da Medquimheo. 

Conheça o blog da Medquimheo

Nós, do Blog da Medquimheo, te convidamos a conhecer nossos conteúdos, que são produzidos para sempre te manter bem informado. Aproveite algumas de nossas sugestões:

Por que a doação de sangue é ainda mais importante no fim do ano?

Falta de vitaminas durante o câncer: entenda qual é a relação