BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Dicas da Nutricionista

shutterstock_1014730591.jpg

O Dia Mundial da Segurança dos Alimentos, celebrado em 7 de junho, foi instituído pela Assembléia Geral das Nações Unidas, em 2018, com o objetivo de chamar a atenção e incentivar ações que ajudem a prevenir, detectar e gerenciar riscos de origem alimentar, a fim de contribuir com a segurança dos alimentos e, consequentemente, com a saúde humana. Entre os 17 objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, estão o consumo de alimentos inócuos – aqueles ausentes de contaminantes biológicos, químicos e físicos, que podem causar prejuízos à saúde, e a erradicação da fome. 

O tema da campanha deste ano, estabelecido pela Organização Pan-Americana da Saúde (Paho), é “Alimentação Segura, melhor saúde”, e tem como intuito ampliar o debate a respeito do acesso a alimentos seguros e refletir sobre como uma alimentação saudável pode auxiliar no bem-estar das pessoas, dos animais e do meio ambiente.

Deseja saber mais sobre a campanha do Dia Mundial da Segurança dos Alimentos e qual a importância da segurança alimentar? Continue a leitura deste artigo que nós, do Blog da Medquimheo, preparamos para você!

Veja mais – Dia Mundial da Saúde Digestiva: saiba mais sobre hábitos saudáveis!

O que são alimentos seguros?

Segurança dos alimentos é o termo utilizado para fazer referência à garantia de qualidade, desde as etapas de manipulação e preparo até o consumo, seja alimentos orgânicos ou industrializados. Nesse sentido, alimentos seguros são aqueles que, além de fornecer nutrientes, são livres de microorganismos que possam causar doenças. 

No entanto, a segurança alimentar é uma realidade distante para muitas pessoas. Dados das Nações Unidas apontam que 420 mil pessoas em todo o mundo perdem a vida após ingerir alimentos contaminados, como crianças com menos de cinco anos, que representam 40% dos casos e contabilizam 125 mil óbitos anuais.

Segurança alimentar X pacientes oncológicos 

Pacientes oncológicos devem ter cuidados redobrados com a segurança dos alimentos, visto que o tratamento de câncer pode ter como efeito colateral a baixa imunidade e vulnerabilidade para adquirir infecções. De acordo com o Manual da Alimentação Durante a Quimioterapia, desenvolvido pelo A.C.Camargo Cancer Center, é preciso seguir quatro passos fundamentais para garantir uma alimentação segura. Saiba agora quais são!

  • Lavar 

Lave as mãos e as áreas de preparo dos alimentos, além de colocá-los em solução sanitizantes, para evitar a permanência de microrganismos. Para isso, misture uma colher de sopa de água sanitária diluída em um litro de água e deixe os produtos em imersão por 20 minutos. Higienizar as compras antes de transferi-las para a dispensa também é uma boa opção!

  • Separar 

Separe os alimentos crus dos pré-prontos, como as carnes dos vegetais, visto que algumas bactérias podem se espalhar e contaminar outros alimentos. Procure sempre isolar carnes, aves, peixes, frutos do mar e ovos por meio de sacos plásticos desde o supermercado até o armazenamento final, como a geladeira. É importante, também, atentar-se a qual é o melhor local para guardar o alimento, tendo em vista o melhor ambiente para prolongar o tempo de vida dele e preservar sua qualidade.

  • Cozinhar 

Cozinhe os alimentos nas temperaturas adequadas, pois o cozimento – ou outras formas de calor – é uma prática eficaz para destruir alguns microorganismos, em especial, nos alimentos de origem animal. Sendo assim, mesmo que reservados na geladeira, as carnes e vegetais devem ser fervidos antes de serem consumidos. 

  • Esfriar

Evite deixar os alimentos preparados mais do que 2 horas em temperatura ambiente. Armazene-os adequadamente na geladeira ou freezer. Essa prática faz com que a proliferação de bactérias e fungos seja reduzida. Já para o descongelamento, devem ser usadas água fria ou geladeira, pois a temperatura ambiente deixa o alimento suscetível à contaminação.

Dicas de especialista!

Nesse sentido, a nossa nutricionista, Naira Fraga, fornece algumas dicas para que os pacientes oncológicos tenham uma alimentação segura e eficaz durante o tratamento, a fim de alcançar resultados positivos e, também, melhor qualidade de vida.

“É preciso lembrar que o plano alimentar do paciente oncológico deve conter muitas frutas e verduras. Mas, para isso é preciso cuidado com a limpeza delas, essa é uma etapa indispensável, não pode ser pulada. Caso contrário, ele só poderá consumi-las cozidas, o que pode atrapalhar a imunidade a longo prazo.”

Naira Fraga, nutricionista da Medquimheo.

Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

Dia Mundial Sem Tabaco: cigarro como fator de risco para o câncer

Dieta que salva: como uma alimentação equilibrada pode prevenir doenças respiratórias no outono?

Fonte: Organização Pan-Americana da Saúde (Paho).


shutterstock_1999110485.jpg

Uma alimentação equilibrada, alinhada à prática regular de exercícios físicos, ao controle do peso e de fatores como o estresse, por exemplo, é fundamental para prevenir doenças respiratórias. Com a chegada do outono, é preciso ter atenção redobrada à dieta adotada, principalmente em casos de pacientes diagnosticados com câncer (com redução da imunidade), já que essa é uma estação caracterizada pelas temperaturas mais amenas e a baixa umidade do ar, favorecendo essas doenças.

Quer saber como manter uma alimentação equilibrada no outono? Confira mais sobre o assunto e algumas dicas abaixo!

Veja também – Dia da Saúde e Nutrição: saiba como ter uma alimentação mais saudável

Características do outono

Neste período outonal, as temperaturas ficam mais amenas, há menor umidade do ar e possibilidade de entrada de frentes frias, segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Além deste cenário, também é característica do outono o aumento da incidência de algumas doenças que são transmitidas pelo ar, como resfriados e gripes, assim como crises de sinusite, rinite e outras. Por isso, nossa nutricionista, Dra. Naira Marceli Fraga Silva, alerta que manter uma alimentação equilibrada auxilia na resposta imunológica e na proteção das doenças respiratórias sazonais.

A Dra. Naira recomenda a elaboração de uma rotina de alimentação equilibrada, com alimentos da estação, já que eles recebem menos agrotóxicos, são mais saborosos e estarão mais baratos nesse período. Além disso, a nutricionista indica outros hábitos que podem auxiliar no fortalecimento do sistema imunológico:

  • Hidrate-se constantemente, muitas vezes esquecemos de beber água, principalmente nos dias com temperaturas mais amenas. Água, água de coco, chás e frutas como a laranja, melancia, uva e maçã, ou com o consumo de sucos, como o de abacaxi com hortelã, laranja, acerola e kiwi, auxiliarão na hidratação;
  • São alimentos do outono: maçã, pera, tâmara, castanhas, amêndoa, romã, laranja, limão, abóbora, cenoura, beterraba, couve de Bruxelas, alface, cebola, espinafre e ervilhas;
  • Consuma alimentos ricos em vitamina C, como laranja, limão, kiwi, abacaxi, romã e mamão;
  • Não esqueça de tomar sol pela manhã e ao final da tarde;
  • Modere a ingestão de carnes vermelhas, fast foods e alimentos processados;
  • Elabore seu prato com vegetais variados (vermelhos/arroxeados, amarelos/alaranjados, brancos e verdes), reforce com raízes/tubérculos (como cenoura, rabanete, beterraba, batata doce ou cará) e complete a refeição com carboidratos e proteínas (como o arroz com feijão);
  • Sopas ou caldos devem ser espessos e não esqueça de incluir vegetais.

Porém, além da alimentação equilibrada, é preciso também adequar alguns hábitos para evitar o desenvolvimento de alergias ou doenças respiratórias durante o outono. Confira algumas dicas: 

  • Mantenha os ambientes arejados e livres de ácaros, com a lavagem regular de cobertas, colchas e tapetes;
  • Lave as mãos constantemente, pois, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, manter este hábito reduz em até 40% o risco de contrair doenças como a gripe;
  • Mantenha uma rotina regular de exercícios;
  • Consulte-se periodicamente com seu médico e realize os exames preventivos;
  • Vacine-se anualmente contra a gripe.

Importância da vacina contra a gripe

Com a chegada do outono, o Ministério da Saúde se programa para distribuir, em todo o país, a vacina contra a gripe, devido às mudanças de tempo características da estação. Em 2022, a partir de 4 de abril, aproximadamente 80 milhões de doses estarão disponíveis para o público-alvo, que são:

  • Idosos com 60 anos ou mais;
  • Trabalhadores da área da saúde;
  • Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade;
  • Gestantes e puérperas;
  • Professores;
  • Pessoas com comorbidades e deficiências permanentes;
  • Caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros – urbano e de longo curso – e trabalhadores portuários;
  • Funcionários do sistema prisional, forças de segurança e salvamento, e as Forças Armadas;
  • População privada de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas.

Disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a vacina contra a Influenza é produzida pelo Instituto Butantan e é eficaz contra as cepas H1N1, H3N2 (mais recente) e a tipo B. O Dia D, que caracteriza o dia de mobilização nacional para imunizar a população, está previsto para acontecer no dia 30 de abril.

Medquimheo: clínica oncológica com atendimento acolhedor

Aqui, na Medquimheo, nossa equipe multidisciplinar oferece cuidado individualizado a cada paciente para que o tratamento seja mais leve e acolhedor. Somos a clínica de oncologia no Espírito Santo que apresenta a missão de permanecer em constante evolução e ir muito além de simplesmente atender pessoas, por meio de um atendimento humanizado e um tratamento seguro, atual e multidisciplinar.

Conheça o Blog da Medquimheo

Nosso blog é repleto de posts para te manter sempre bem informado e atualizado. Aproveite mais conteúdos:

Diagnóstico precoce e sua importância para tratamentos de doenças

Março Lilás: compromisso firmado para erradicar o câncer de colo do útero

Fonte: Instituto Nacional de Câncer.


verao-receitas-indicadas.jpg

janeiro 26, 2022 Dicas da Nutricionista0

Durante a estação mais quente do ano, nada melhor do que receitas práticas e refrescantes para diminuir o calor e se hidratar. Para te ajudar, nós, do Blog Medquimheo, reunimos, neste conteúdo, três receitas saudáveis, deliciosas e fáceis de preparar. Continue a leitura para conferir! 

Veja também – Desidratação no verão: veja os riscos e como prevenir!

Receita de Tabule de Quinoa 

Uma receita leve, nutritiva e funcional, que tem tudo para agregar nas refeições da família.

Ingredientes:

Tabule

– 1 xícara de chá de quinoa em grãos; 

– 2 tomates cortado em cubos pequenos;

– 1/2 xícara de chá de salsinha fresca picada;

– 1 pepino japonês cortado em cubos;

– 1 cebola roxa pequena bem picada.

Molho

– 1 limão Tahiti;

– 1 alho bem picado;

– 1/2 xícara de chá de hortelã fresca picada;

– 1/2 xícara de chá de azeite de oliva extra virgem;

– 1 colher (café) de sal; 

– 1 colher (café) de pimenta-do-reino preta em pó.

Modo de preparo: 

Coloque 1,5  litros de água em uma panela e leve ao fogo. Após ferver, acrescente a quinoa e cozinhe até ficar macia, de forma que ela fique crocante no centro. Em seguida, descarte toda a água e reserve a quinoa cozida. Misture todos os ingredientes picados em um recipiente com a quinoa e refrigere. Por fim, na hora de servir, misture bem todos os ingredientes do molho e junte-o à quinoa cozida e os vegetais picados.

Receita de Sorvete de Erva Doce e Maçã 

Além de refrescante, essa sobremesa também ajuda a aliviar a ausência ou alteração no paladar, dor para engolir, feridas na boca, boca seca, náuseas e vômito.

Ingredientes

– ½ xícara (chá) de água;

– 1 colher (sopa) de erva-doce em grãos;

– 4 maçãs picadas sem casca e sem sementes;

– 2 colheres (sopa) de suco de limão;

– 3 bananas congeladas;

– 1/2 lata de creme de leite sem soro.

Modo de preparo

Em uma panela coloque a água, a erva-doce, as maçãs e o suco do limão, cozinhe por 10 minutos, desligue o fogo e deixe esfriar. Em seguida, bata a mistura, as bananas já congeladas e o creme de leite no liquidificador e, depois, coloque em um recipiente, cubra com filme plástico e leve ao congelador por três horas.

Receita de Suco de Cenoura, tangerina e gengibre 

Os sucos podem ser aliados no combate a náuseas, vômitos  e boca seca, principalmente se forem de frutas cítricas, tendo em vista que promovem uma produção maior de saliva e, assim, a sensação de boca seca pode diminuir ou até mesmo desaparecer. 

Ingredientes:

– 8  tangerinas;

– 1 cenoura média picada;

– 1 colher (chá) de caldo de gengibre (para obter apenas o caldo, basta ralar o gengibre e depois espremer com apoio de um pano limpo e seco).

Modo de preparo

Em um espremedor de frutas, esprema as tangerinas e em seguida reserve. Depois, bata no liquidificador a cenoura, o suco das tangerinas e o caldo do gengibre. Por fim sirva gelado e sem coar.

Conheça o Blog da Medquimheo

Nosso blog é repleto de posts para te manter sempre bem informado e atualizado. Aproveite mais conteúdos:

Janeiro Branco: dicas para te ajudar a cuidar da sua saúde mental 

Alimentação para crianças diagnosticadas com câncer 

 

Fonte: Instituto Vencer o Câncer.


alimentacao-saude-mental-1.jpg

janeiro 25, 2022 Dicas da Nutricionista0

A alimentação é uma forte aliada quando o assunto é cuidar do funcionamento do organismo, inclusive da saúde mental. É importante ressaltar que diversos fatores influenciam no surgimento de doenças como depressão e ansiedade, entre eles, o desequilíbrio nutricional. De acordo com um  artigo realizado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e publicado pela revista The Lancet, somente em 2020 houve um aumento de 90% nos casos de depressão.  Segundo o Centro de Pesquisa Biomédica em Rede de Saúde Mental, a alimentação pode ser, de fato, eficaz para melhorar o prognóstico de pessoas que sofrem com doenças psiquiátricas. Diante desse cenário, adotar uma alimentação saudável, aliada à prática de exercícios físicos, pode auxiliar no combate e prevenção dos transtornos mentais

Cientes disso, nós, do Blog Medquimheo, reunimos algumas dicas de nutrientes que podem te ajudar a conquistar e manter seu bem-estar mental. Confira!

Veja também – Dicas de receitas para cardápios mais saborosos, variados e saudáveis

Saúde mental e alimentação

“A depressão, assim como diversas doenças da atualidade, cursa com um estado de inflamação sistêmica leve e prolongada e é justamente neste ponto que a alimentação entra. A dieta pode contribuir com o controle da inflamação ou servir como lenha para sua manutenção. Além disso, carências nutricionais específicas também são importantes já que muitos nutrientes atuam diretamente nas vias regulatórias do bem-estar mental.”

-Dra. Naira Fraga, nutricionista da Medquimheo. 

Obesidade x bem-estar mental: qual a relação?

Estudos apontam para uma relação entre o excesso de peso e a presença de sintomas depressivos. São vários os fatores que levam a essa ligação e a adoção de hábitos saudáveis é essencial para o controle de ambas as situações. 

Comece os cuidados pelo intestino

O intestino tem sido apontado como segundo cérebro, uma vez que esses órgãos se comunicam diretamente e são capazes de regular suas funções. Por exemplo, o metabolismo de neurotransmissores – como serotonina e dopamina – é influenciado pela saúde intestinal. Assim, como o intestino também atua no controle da inflamação sistêmica, logo, na saúde mental. A inclusão de frutas, verduras e grãos integrais é essencial para conquistar uma microbiota e intestino saudáveis.  

Nutrientes-chave para saúde cerebral

Além de uma dieta balanceada, é importante investir em nutrientes-chave para saúde cerebral e que frequentemente estão deficientes em nossa alimentação, como: 

Magnésio: encontrado em amêndoas, nozes, sementes de abóbora, castanha do Caju, abacate e grãos integrais; 

Zinco: encontrado no chocolate amargo, amêndoa, amendoim, castanha, gema de ovo, leite e derivados, feijão, carne bovina magra e frango;

– Ômega 3: encontrado em peixes gordos como arenque, atum, salmão e sardinha, azeite de oliva, abacate sementes e oleaginosas; 

– Ácido pantotênico e tiamina: semente de girassol, nozes, ovo de galinha, abacate, grãos integrais, farelo de trigo, batata, feijão e lentilha.  

Conheça o Blog da Medquimheo

Nosso blog é repleto de posts para te manter sempre bem informado e atualizado. Aproveite mais conteúdos:

Janeiro Branco: dicas para te ajudar a cuidar da sua saúde mental 

Causas de câncer: obesidade é um dos fatores de risco 

 

Fonte: Dra. Naira Fraga, nutricionista da Medquimheo, CRM: ES 15101252.


receitas-saborosas-variados-saudaveis.jpg

janeiro 3, 2022 Dicas da Nutricionista0

Cozinhar com a família durante as férias que marcam o período de janeiro é uma excelente prática para fortalecer os laços e oferecer um momento de bem-estar e alegria.

Para te ajudar a variar o cardápio em sua casa, com pratos práticos e saudáveis, nós, do Blog Medquimheo, reunimos, neste conteúdo, duas receitas saborosas. Continue a leitura para conferir!

Veja também – Alimentação para crianças diagnosticadas com câncer

Receita de farofa de milho com lentilha e uva passa branca

Ingredientes:

      250 g de farinha de milho;

       50 g de lentilha;

      1 cebola;

      1 alho poró;

      1 fio de azeite de oliva ;

      1 pires de uva passa branca;

      sal a gosto;

      pimenta a gosto.

Modo de Preparo:

Sem deixar ficar muito macia, cozinhe a lentilha em água. Frite a cebola e o alho poró no fio de azeite e acrescente a lentilha até refogar, por aproximadamente um minuto. Coloque a farinha de milho aos poucos, mexendo sempre. Por fim, salpique a uva passa e tempere com sal, pimenta e ervas.

Receita de salpicão de ameixa e abacaxi

A segunda receita é um prato que é tradição do brasileiro: salpicão. Além de marcante e saboroso, ele pode ser, também, saudável! Confira os ingredientes e o passo a passo dessa receita saudável e saborosa:

Ingredientes

– 1 colher de sobremesa rasa de açúcar;

– 1 xícara de chá de ameixa seca sem caroço;

– 1 xícara de chá de abacaxi picado;

– 1 xícara de chá de peito de peru cozido picado;

– 1 xícara de chá de talo de salsão picado;

– 6 colheres de sopa de iogurte light;

– 1 maço de alface americana picada ou cortada em tiras;

– 1 colher de sopa de molho de mostarda;

– Sal a gosto;

– Suco de 1 limão. 

Modo de preparo 

Em uma panela, aqueça água, ponha o açúcar e a ameixa e deixe ferver por aproximadamente cinco minutos. Em seguida, retire do fogo e espere amornar. Pique a ameixa e misture-a com o abacaxi, o peito de peru, o salsão e o iogurte, depois mexa bem para a mistura ficar homogênea. Depois, distribua a alface em pratos de entrada individuais e derrame por cima um molho feito com o suco de limão e a mostarda, temperando com sal. Sobre cada porção coloque um pouco do salpicão e deixe na geladeira por meia hora antes de servir.  

Conheça o Blog da Medquimheo

Nosso blog é repleto de posts para te manter sempre bem informado e atualizado. Aproveite mais conteúdos:

Protetor Solar: como escolher o ideal para se proteger do câncer da pele?  

 Prática de exercícios físicos no verão: quais cuidados adotar?

Fonte: Veja Saúde.


Dia-Nacional-de-Prevencao-e-Combate-a-Hipertensao-Arterial.jpg

Em 26 de abril é celebrado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), no Brasil, cerca de 30% da população com mais de 40 anos pode ter pressão arterial elevada e este é o principal fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral (AVC). Além disso, a hipertensão apresenta perigos para os pacientes oncológicos, visto que estudiosos avaliam a relação entre os tratamentos de câncer e o surgimento ou agravamento da hipertensão arterial.

Para te mostrar que é possível prevenir a pressão alta e ter uma melhor qualidade de vida, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial.

O que é hipertensão arterial?

Conhecida popularmente como pressão alta, trata-se de uma doença crônica e degenerativa, caracterizada pelos altos níveis de pressão sanguínea nas artérias. De acordo com as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS), uma pessoa é considerada hipertensa quando sua pressão sistólica – termo técnico que se refere a contração do coração -, é maior que 140 milímetros de mercúrio (mmHg) ou a diastólica, que significa o relaxamento entre um batimento cardíaco e outro, é igual ou maior que 90 mmHg.

Assim como em pacientes sem diagnóstico de câncer, a hipertensão está associada a eventos agudos, como insuficiência cardíaca, acidente vascular encefálico, crises hipertensivas, síndromes coronarianas agudas e insuficiência renal, de acordo com pesquisas do Núcleo de Cardio-Oncologia do Hospital Sírio Libanês. Confira alguns números e níveis da hipertensão:

📌 Pressão sistólica (mmHg):

  • Normal = 120 ou menor;
  • Pré-hipertensão = 121 a 139;
  • Hipertensão estágio 1 = 140 a 159;
  • Hipertensão estágio 2 = 160 a 179;
  • Crise hipertensiva = 180 ou maior.

📌 Pressão diastólica (mmHg):

  • Normal = 80 ou menor;
  • Pré-hipertensão = 81 a 89;
  • Hipertensão estágio 1 = 90 a 99;
  • Hipertensão estágio 2 = 100 a 109;
  • Crise hipertensiva = 110 ou maior.

Hábitos que previnem a hipertensão arterial

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa da Associação Beneficente Síria HCor, aponta que os problemas cardiovasculares, que podem surgir devido a pressão alta, representam cerca de 300 mil mortes por ano no Brasil e 50% dos hipertensos não sabem que possuem a doença. Por isso, a chave para uma vida mais saudável é a prevenção.

🤸🏼‍♂️ Pratique exercícios físicos

De acordo com o Ministério da Saúde, 20 a 30% dos casos de hipertensão arterial podem ser explicados pelo excesso de peso. Nesse sentido, a prática regular de exercícios físicos podem auxiliar no controle da pressão e na redução do surgimento de doenças associadas à hipertensão.

❌ Evite fumar e consumir bebidas alcóolicas

O vício do fumo e da ingestão de bebidas alcoólicas podem aumentar os riscos da elevação da pressão arterial, além de ser prejudicial para os pacientes oncológicos, em tratamento ou curados.

🥗 Tenha uma alimentação saudável

Uma alimentação balanceada deve incluir alimentos livres de agrotóxicos e minimamente processados, como frutas, legumes, verduras, laticínios e oleaginosas. A escolha de bons alimentos desempenha um papel importante para o controle da hipertensão. Para isso, é preciso diminuir o consumo de sódio, que está presente nos enlatados e embutidos, como salame, mortadela, presunto, salsicha, pipoca de microondas, macarrão instantâneo e refrigerantes diet e zero.

Opte por uma rotina alimentar saudável e crie o hábito de se exercitar, a fim de preservar a saúde arterial e ter mais qualidade de vida.

Conheça nosso blog!

Aqui no Blog você confere outros conteúdos:

 Hipertensão: causas, sintomas e como prevenir!

Dia da Saúde e da Nutrição: saiba como ter uma alimentação mais saudável

Fonte: Ministério da Saúde.


dia-da-saude-e-da-nutricao.png

No dia 31 de março é celebrado o Dia da Saúde e da Nutrição. A data foi instituída pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de lembrar a população sobre a importância de uma alimentação saudável para promoção da qualidade de vida. De acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, a alimentação vai além da ingestão de nutrientes, pois pode auxiliar na prevenção do câncer e conservação do bem-estar.

Para te mostrar que é possível adotar hábitos saudáveis alimentares, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial. Confira!

Alimentação aliada ao tratamento oncológico

Uma boa alimentação garante o bom funcionamento do nosso organismo e pode ajudar a evitar o surgimento do câncer. Para pacientes oncológicos, os benefícios são refletidos na evolução positiva do tratamento, visto que a debilidade do corpo pode ser amenizada por meio de uma alimentação balanceada. Refeições instruídas de forma personalizada por um profissional podem auxiliar, ainda, na diminuição dos efeitos colaterais de remédios e procedimentos do tratamento oncológico.

Segundo uma pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), oito em cada dez brasileiros afirmam se esforçar para ter uma alimentação saudável. Dos entrevistados, 71% apontam a preferência por produtos mais naturais, mesmo que tenham que pagar mais caro por eles. Os alimentos mais indicados para compor um cardápio saudável, principalmente, para os pacientes oncológicos, incluem a chamada comida de verdade. Frutas, verduras, proteínas, peixes, cereais, oleaginosas e laticínios frescos estão inclusos na lista. É necessário também, consumir o mínimo possível de industrializados e ultraprocessados.

Importância da alimentação saudável durante a pandemia

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Datafolha, em conjunto com o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), a ingestão de ultraprocessados aumentou de 9% para 16%, comparado ao ano de 2019 e o período de pandemia. Essa prática pode justificar o aumento de peso da população brasileira durante este período, como apontado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): a obesidade feminina subiu de 14,5%, para 30,2%, enquanto a masculina passou de 9,6% para 22,8%.

No entanto, é possível mudar essa realidade e aproveitar o tempo de isolamento físico para se engajar com a escolha e preparo de alimentos mais saudáveis. A alimentação pode ser uma grande aliada no combate do estresse e ansiedade, problemas esses que tiveram maior incidência durante a pandemia. Afinal, para um corpo mais saudável, a mente também precisa estar em equilíbrio.

Como escolher alimentos e preparos mais saudáveis?

alimento- e-preparos-mais-saudáveis

Nós separamos algumas dicas para te ajudar a escolher alimentos saudáveis e saber como prepará-los, de forma que não percam seus nutrientes. Confira!

🥕 Tenha uma horta em casa

Ter alimentos acessíveis faz com que optemos por eles com maior facilidade e, dessa forma, possamos evitar as escolhas industrializadas. Cultivar uma horta pode ser um hobby para praticar durante a pandemia e ter mais contato com a natureza. Uma pesquisa realizada pela empresa Archer Daniels Midland (ADM), analisou as tendências no mercado alimentício em 2020. Dos consumidores entrevistados, 65% apontaram que buscam adotar hábitos que impactam, positivamente, o meio ambiente. Outros 32% dos entrevistados afirmam consumir alimentos de produtores que demonstrem compromisso com a sustentabilidade.

 🥪 Planeje suas refeições

Para ter uma rotina de alimentação saudável efetiva é necessário planejamento e organização. O primeiro passo é fazer uma lista de compras, pois assim, as tentações ficam mais resistíveis no mercado. A segunda etapa inclui a organização da dispensa, de uma forma que os produtos fiquem mais visíveis e facilite o acesso. Após a higienização e organização dos alimentos, é preciso definir o cardápio da semana e iniciar as preparações. Para refeições mais saudáveis escolha entre os temperos naturais, evite óleos industrializados e sal em excesso e abuse nas cores dos vegetais, legumes e frutas frescas.

⏰ Tire um tempo para sua refeição

Para que a alimentação saudável seja praticada de forma divertida, experimente fazer da preparação e do ato das refeições um momento de convivência prazeroso. Reunir a família na cozinha deixará o ambiente mais leve e, durante a alimentação, atente-se para ingerí-la devagar. De acordo com o Guia Alimentar, já citado acima, essa prática ajuda na maior saciedade e absorção de nutrientes do corpo.

Conheça nosso blog!

Aqui no Blog tem outros conteúdos que podem te interessar, confira:

Obesidade x Câncer de mama: entenda a relação!

Lanches saudáveis e fáceis para o dia da quimioterapia

Fonte: Guia Alimentar Para a População Brasileira – Ministério da Saúde.


receitas-sopas-saudaveis.jpg

agosto 14, 2020 Dicas da Nutricionista0

A chegada dos dias amenos do inverno pede por comidas mais quentes, não é mesmo? Além de amenizar o frio, a sopa é um prato que faz muito bem para saúde. Por isso, no post de hoje, nós, do blog da Medquimheo, consultamos nossa nutricionista para preparar um conteúdo com duas receitas simples de sopas repletas de nutrientes e perfeitas para esta temporada. Confira como fazer!

1 – Receita de sopa de couve

A couve faz parte das crucíferas, grupo muito estudado pela presença de pigmentos antioxidantes com ações anticancerígenas. Além disso, é rica em cálcio, importante para a saúde óssea. Combina ferro e vitamina C, o que aumenta a absorção do mineral e previne a deficiência de ferro. Também é rica em fibras que auxiliam na sensação de saciedade e no bom funcionamento do intestino.

Ingredientes:

  • 3 folhas de couve;
  • 3 colheres sopa de farinha de milho;
  • Ervas e temperos a gosto;
  • 3 xícaras chá de água.

Modo de preparo

Adicione a água em uma panela e leve ao fogo. Depois, acrescente a farinha, as ervas e temperos e deixe ferver (sempre mexendo para não empelotar). Corte a couve em pedaços pequenos ou da sua preferência e misture na sopa. Deixe ferver por mais 2 minutos e está pronto para servir.

2 – Receita de sopa de cenoura

A cenoura é um legume delicioso e versátil, que possui inúmeros benefícios para a saúde. É uma excelente fonte de beta-carotenos, poderosos antioxidandes que ajudam a conter danos celulares e auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares. O seu elevado teor de vitamina A também protege a visão, evitando o aparecimento de doenças, e auxilia a pele a ficar saudável e bonita, prevenindo ressecamento.

Ingredientes:

  • 2 cenouras grandes picadas;
  • 2 tomates sem pele e sem sementes;
  • 1 cebola picada;
  • 2 dentes de alho;
  • 2 batatas picadas;
  • Azeite a gosto para refogar;
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto;
  • Cheiro-verde a gosto.

Modo de preparo:

Aqueça uma panela com o azeite, acrescente a cebola picada, refogue em fogo médio até que ela fique translúcida e adicione os dentes de alho amassados. Assim que dourarem levemente, acrescente o restante dos legumes picados, refogue por mais alguns minutos e acrescente água o suficiente para cobri-los. Aumente o fogo e cozinhe até que a cenoura e a batata estejam bem macias (aproximadamente 20 minutos). Em seguida, transfira o conteúdo da panela para o liquidificador e bata bem até formar um creme. Volte com o creme para a panela, tempere a gosto e espere ferver. Finalize com cheiro-verde e sirva quente.

Conheça o blog da Medquimheo!

O nosso blog é recheado de posts incríveis para te manter sempre bem informado. Aproveite mais conteúdos:

Importância da higienização dos alimentos em tempos de Covid-19

#DicaDaNutri: 2 receitas para compor seu cardápio saudável

Fonte: Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, CRN ES 15101252.


higienizacao-dos-alimentos-na-pandemia.jpg

Com a pandemia do novo coronavírus muita coisa tem mudado na rotina, principalmente com a necessidade de incorporação de novos hábitos. Devido ao risco de transmissão do vírus da COVID-19 por alimentos e produtos contaminados, caso tenham sido expostos à secreção respiratória de uma pessoa infectada, limpá-los da maneira adequada torna-se tarefa fundamental.

Por isso, no post de hoje, nós, da Medquimheo, entrevistamos nossa nutricionista, Dra. Naira Fraga, para dar dicas de como higienizar os alimentos durante a pandemia. Continue lendo e confira!

Por que higienizar os alimentos antes de consumi-los?

A principal forma de contágio do coronavírus é pelo contato com fluidos infectados. Em mercados e feiras há uma grande circulação de pessoas e constante manipulação de itens das prateleiras, o que os tornam meios contaminados, tanto em relação aos produtos, quanto ao espaço físico.

“Muita gente tem mania de segurar um produto e manuseá-lo para decidir se vai comprá-lo ou não. Esse constante contato de inúmeras pessoas nos itens que você pode levar para casa aumenta exponencialmente os riscos de contágio da COVID-19. É por isso que higienizá-los corretamente é tão importante.”

– Naira Fraga, nutricionista Medquimheo

Como higienizar alimentos e produtos na pandemia?

Ao chegar das compras, o primeiro passo é higienizar as superfícies da cozinha onde os alimentos serão manipulados ou guardados, com água e sabão ou álcool gel,  como bancada, pia e despensa. Para produtos industrializados, o ideal é usar um pano com álcool gel 70% para limpar as embalagens e, só assim, guardá-las.

Alimentos cozidos apresentam baixo risco de contaminação. Já com alimentos que serão consumidos in natura, como folhas e frutas, a higienização deve ser feita como preconiza a segurança alimentar: lavar em água corrente para retirar sujeiras, parasitas e pequenos insetos e depois deixar de molho em solução clorada por 15 minutos, em média.

Cuidados ao receber comida por delivery

Uma recente pesquisa realizada pela OnYou – uma das maiores empresas de cliente oculto do Brasil – revelou que neste período de pandemia, delivery de restaurantes representa 89% do total de pedidos. O isolamento social tem contribuído para que as pessoas optem cada vez mais pelo food service em casa.

Diante dessa realidade é fundamental adotar medidas para evitar contaminação com as entregas feitas em sua casa. Para isso, nossa dica é optar pela entrega sem contato, uma modalidade que as principais plataformas de delivery passaram a disponibilizar. Além disso, recomenda-se higienizar toda a embalagem com álcool gel 70%.

#DicaMedquimheo: opte por comprar refeições de restaurantes que já conheça e que tenham adotado medidas para evitar contaminação por coronavírus. Dessa forma você garante o direito a uma alimentação mais segura e com menos riscos de infecção 😉

Conheça o blog da Medquimheo!

Aproveite que descobriu nosso blog, fique por aqui e confira mais conteúdos exclusivos para se manter bem informado 😉

Cuidados especiais para os pacientes oncológicos durante a pandemia

Pacientes oncológicos podem fazer dieta para emagrecer durante a quimioterapia?

Importância do nutricionista para o tratamento oncológico


receitas-para-compor-seu-cardapio.jpg

Ter uma rotina de alimentação saudável é muito importante para garantir qualidade de vida e bem-estar. Para te ajudar nessa missão, nós, da Medquimheo, separamos duas receitas simples para compor seu cardápio saudável. Vamos conferir?

1 – Receita de salada de quinua com legumes

Prática, saudável e saborosa, a salada de quinua com legumes é uma ótima opção de entrada, seja para o almoço ou jantar.

Ingredientes

  • 4 xícaras (chá) de água
  • 1 xícara (chá) de sementes de quinua real
  • 1 cenoura média cortada em cubos
  • 1 abobrinha média cortada em cubos
  • 1 frasco de maionese (250 g)
  • 1 pepino médio cortado em cubos
  • 1 lata de milho no vapor
  • 1 colher (sopa) de cheiro-verde picado
  • Folhas de alface e manjericão para decorar

Modo de preparo

Em uma panela grande, ferva a água, junte a quinua e cozinhe em fogo médio por aproximadamente 10 minutos. Acrescente a cenoura e a abobrinha e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Retire do fogo, escorra e deixe esfriar.  Transfira para uma tigela e inclua a maionese, o cheiro-verde e o pepino, e misture até ficar homogêneo. Decore com as folhas de alface e manjericão e sirva em seguida!

2 – Receita de papillote de legumes

Os legumes são ricos em diversas proteínas, vitaminas e minerais, o que os tornam de extrema importância para a alimentação. Confira a receita de papillote de legumes que preparamos!

Ingredientes

  • 1 abobrinha em cubos
  • 1 cenoura em cubos
  • 1 maço de aspargo fresco picado
  • 1 xícara (chá) de tomate cereja cortado ao meio
  • 1 xícara (chá) de cogumelo shimeji
  • 2 colheres (sopa) de azeite

Modo de preparo

Tempere os legumes e o cogumelo shimeji e coloque-os sobre seis quadrados de papel-manteiga (15x15cm) dispostos em uma assadeira. Regue com azeite e feche como envelope unindo as pontas. Leve ao forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 30 minutos. Retire do forno, abra o papel-manteiga cuidadosamente e sirva!

Fonte: Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, CRN: ES 15101252

Gostou das dicas? Então aproveite que descobriu nosso blog e aproveite outros dois conteúdos com receitas saudáveis e saborosas!

3 receitas para deixar seu verão mais refrescante

#DicaDaNutri: 3 receitas que ajudam na quimioterapia