BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Dia Mundial da Saúde Digestiva: saiba mais sobre hábitos saudáveis!

maio 23, 2022 0
shutterstock_1984197080-1.jpg

O Dia Mundial da Saúde Digestiva, lembrado no dia 29 de maio, foi instituído pela Organização Mundial de Gastroenterologia com o intuito de mobilizar e orientar a sociedade a respeito da importância de adotar hábitos que previnem doenças no aparelho digestivo, além de alertar para o diagnóstico precoce desse tipo de patologia. 

Nesse contexto, o foco da campanha deste ano está relacionado à “Prevenção do câncer colorretal: voltando aos trilhos”. O tema se mostra importante visto que este tipo de câncer é a segunda principal causa de morte em escala global, segundo a Organização, e sofreu queda no número de diagnósticos, devido a baixa procura por exames preventivos durante a pandemia da Covid-19.

Tem interesse em saber mais sobre o Dia Mundial da Saúde Digestiva e qual a importância de falar sobre o câncer colorretal? Continue a leitura deste artigo que nós, do Blog da Medquimheo, preparamos para você!

Veja mais – Saúde do homem: prevenção é essencial para uma vida saudável

Qual a importância da saúde digestiva?

A saúde digestiva está ligada ao bom funcionamento dos órgãos que formam o aparelho digestivo – boca, faringe, esôfago, estômago, fígado, pâncreas, intestino delgado, intestino grosso e reto. Segundo dados da Organização Mundial de Gastroenterologia, 20% da população global sofre algum problema intestinal e 90% das pessoas não procuram orientação médica precocemente. Em consonância a isso, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que o câncer colorretal é o terceiro mais incidente entre os homens, atrás apenas do câncer de próstata e de pulmão.

O que é o câncer colorretal?

O câncer colorretal pode se desenvolver, na maioria dos casos, no intestino grosso – também chamado de cólon, no reto e também no ânus. Este tipo de câncer pode estar relacionado ao excesso de peso corporal; alimentação pobre em frutas, vegetais e outros alimentos ricos em fibras; idade igual ou superior a 50 anos; o consumo elevado de produtos industrializados e processados como salsichas, mortadela, presunto, bacon; além da ingestão exagerada de carne vermelha, álcool e cigarro. Fatores como histórico familiar, doenças inflamatórias no intestino e exposição ocupacional à radiação ionizante também aumentam os riscos de desenvolvimento do câncer de cólon.

Quais os principais sintomas do câncer colorretal?

Os sintomas do câncer colorretal podem aparecer por meio de:

  • Sangue nas fezes;
  • Alteração do hábito intestinal, como diarréia e prisão de ventre alternados;
  • Dor ou desconforto abdominal persistente;
  • Fraqueza e diagnóstico de anemia;
  • Perda de peso sem causa aparente;
  • Alteração no formato das fezes (muito finas e compridas);
  • Massa abdominal.

Diagnóstico e tratamentos para o câncer colorretal

Os principais tratamentos para o câncer colorretal podem ser por meio de cirurgia para retirada da parte do intestino afetada, além de outras etapas complementares como sessões de radioterapia, associada ou não à quimioterapia, que visam a diminuição de chances de retorno do tumor. É importante frisar que o tipo de tratamento depende, principalmente, do tamanho, localização e extensão do tumor. 

O diagnóstico precoce do câncer de cólon também é essencial para o rastreio do tumor ainda em fase inicial, o que possibilita um tratamento mais leve e com maiores chances de cura. A partir da apresentação persistente dos sintomas, a investigação pode ser realizada por meio de exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos.   

Quais hábitos podem garantir a saúde digestiva?

Para manter a saúde digestiva e, consequentemente, evitar as chances de desenvolvimento do câncer colorretal, é de suma importância adotar hábitos saudáveis e torná-los presentes na rotina ao longo da vida.

Para te ajudar nesse caminho, nós, da Medquimheo, separamos algumas atitudes que podem ser inseridas no dia a dia para alcançar dias mais saudáveis. Confira!

  1. Praticar atividade física regular: 

A prática regular de exercícios físicos proporciona inúmeros benefícios, inclusive para a garantia da saúde digestiva. Estudo publicado na revista Circulation, da Associação Americana do Coração aponta que pessoas com idade entre 45 e 64 anos que praticam atividades aeróbicas tiveram melhoras significativas na oxigenação do corpo. Os resultados mostraram, ainda, que o público acompanhado apresentou reversão do envelhecimento do coração. Nesse sentido, é possível explorar as práticas esportivas, de acordo com a condição física individual; o importante é se movimentar.

  1. Descasque mais e desembale menos: 

Priorizar a alimentação in natura e, minimamente, processada faz bem em todos os sentidos, e diminui, de forma considerável, as chances de desenvolvimento de cânceres no aparelho digestivo. O Guia Alimentar Para a População Brasileira, produzido pelo Ministério da Saúde, alerta sobre a importância de consumir alimentos que não passam por processos invasivos para conservação após serem retirados da natureza, como frutas, legumes, tubérculos, verduras, folhas, grãos e demais alimentos de origem animal orgânicos. Além de evitar o consumo de carnes e produtos processados e ultraprocessados, que são pobres em nutrientes e ricos em conservantes e agentes químicos.

  1. Visite seu médico com regularidade: 

Realizar consultas regulares garante o rastreio rápido de possíveis patologias, o que facilita o diagnóstico precoce e, se necessário, intervenções pouco invasivas para o tratamento. Assim, a qualquer apresentação de sinais persistentes, procure seu médico. Nós, da Medquimheo, oferecemos cuidado individualizado, por meio de uma equipe multidisciplinar. Somos a clínica de tratamento oncológico capixaba que tem como missão permanecer em constante evolução e ir muito além de simplesmente atender pessoas, mas também garantir um tratamento humanizado, seguro e atual.

Conheça o Blog da Medquimheo

Nosso blog é repleto de posts para te manter sempre bem informado e atualizado. Aproveite mais conteúdos:

Mastologia: conheça a importância de realizar exames preventivos

Centro de infusão e terapia imunobiológica: inovação no tratamento de doenças

Fonte: Organização Mundial de Gastroenterologia.


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *