BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

tratamento do câncer

shutterstock_1986975305.jpg

Hepatites virais são inflamações no fígado que podem ser provocadas por diversos fatores como remédios, uso de anabolizantes, excesso de álcool, doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. As hepatites virais mais comuns são causadas pelos vírus A, B e C. Quando o diagnóstico da hepatite é tardio, há chances do desenvolvimento de câncer de fígado, que é a causa de morte de cerca de 700 mil pessoas todos os anos no mundo, enquanto, no Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que são aproximadamente 10 mil óbitos anuais pela doença.

Para saber mais sobre as formas de prevenir as hepatites virais e, consequentemente, evitar o desenvolvimento do câncer de fígado, continue lendo este artigo que nós, do Blog da Medquimheo, preparamos!

Veja mais – Vacina contra Influenza: por que pacientes oncológicos devem tomar?

Qual a ligação entre hepatite e câncer de fígado?

As hepatites virais, mais especificamente dos tipos B e C, estão entre os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de fígado, além de outras doenças, como a cirrose, causada pelo alcoolismo e esteatose hepática não alcoólica – conhecida como gordura no fígado. As causas para o aparecimento do câncer de fígado são, na maioria das vezes, preveníveis e tratáveis, no entanto, o diagnóstico precoce é dificultado pela falta de sintomas aparentes.

Pesquisa encomendada pelo Datafolha e realizada pelo Instituto Brasileiro do Fígado (Ibrafig) com mais de 2 mil pessoas revelou que 63% dos brasileiros associam o desenvolvimento deste tipo de câncer ao consumo excessivo de álcool e 47% ao tabagismo, quando na verdade, os principais fatores de risco para o câncer de fígado incluem as hepatites virais – que apesar de perigosas, são negligenciadas. É o que aponta o estudo, visto que mais da metade dos entrevistados (60%) nunca fizeram teste para hepatite C nem para hepatite B (52%). Por outro lado, o estudo mostra que o brasileiro está vacinado para prevenir a hepatite B – a mais grave e que não tem cura -, em que duas a cada três pessoas garantem ter recebido as três doses de imunizante.

Tipos de câncer de fígado

Segundo a American Cancer Society, o câncer de fígado pode ser classificado em diferentes níveis, entre os mais comuns e mais raros. Além de outras características, como o início da doença, caracterizado como primário – quando começa no próprio órgão -, secundário ou metastático – que tem origem em outra parte do corpo e, com a evolução do tumor, pode chegar ao fígado. 

  • Carcinoma hepatocelular: é considerado o tipo mais frequente de câncer de fígado entre os adultos. Ele possui padrões diferentes de crescimento, visto que alguns começam como tumor único e outros surgem como múltiplos nódulos por todo o órgão.


  • Colangiocarcinoma intra-hepático: cerca de 10 a 20% dos cânceres que se iniciam no fígado são desse tipo, pois se caracterizam por serem tumores que se formam nas células que revestem os tubos que levam a bile a vesícula biliar.

 

  • Angiossarcoma e hemangiossarcoma: tumores raros que começam nas células que revestem os vasos sanguíneos do fígado. Pode se desenvolver por fatores externos, como exposição a materiais radioativos ou características hereditárias.

  • Hepatoblastoma: também raro, normalmente, desenvolve-se em crianças com menos de 4 anos.

Principais sintomas de câncer de fígado

Ainda segundo a pesquisa da Ibrafig, 53% dos entrevistados sabem que há uma relação entre gordura no fígado e câncer nesse órgão, mas 56% revelam que nunca fizeram exames específicos para diagnosticá-la. Isso acontece porque, na maioria dos casos, a doença possui evolução assintomática, o que dificulta a detecção em estágio inicial. Os exames mais comuns para diagnosticar o câncer de fígado incluem exames de sangue, a fim de avaliar as enzimas hepáticas, e ultrassonografia do abdome superior, mas os exames podem mudar de acordo com o quadro clínico de cada paciente.

“O tumor no fígado pode ser prevenido com hábitos saudáveis, como alimentação equilibrada, prática de atividade física e consultas regulares. Contudo, quando os sintomas começam a se manifestar, pode ser que a doença já esteja em estágio avançado, por isso, é de suma importância o diagnóstico precoce, para ter maiores chances de cura.”

– Carolina Conopca, oncologista da Medquimheo.

Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

Cuidados paliativos para pacientes oncológicos: necessidades durante e após o tratamento

Centro de Infusão e Terapia Imunobiológica: tratamento inovador e acolhedor

Fonte: Instituto Nacional de Câncer (Inca).


shutterstock_1971114932.jpg

Cuidado paliativo designa a assistência prestada aos pacientes oncológicos que visam a qualidade de vida durante o tratamento no âmbito da saúde, mas também familiar, social e psicológico. Existem diversas formas de aplicar os cuidados paliativos de acordo com o estágio da doença e estado geral de saúde do paciente. Nós, da Medquimheo, como clínica capixaba especialista em oncologia, oferecemos cuidado humanizado para tornar o tratamento oncológico mais leve e acolhedor. 

Deseja entender mais sobre a importância dos cuidados paliativos e quais são eles? Continue a leitura deste artigo que nós, do Blog da Medquimheo, preparamos!

Veja mais – Bem-estar: entenda como as emoções interferem na saúde do organismo

Quais são os cuidados paliativos para pacientes oncológicos?

Os cuidados paliativos são os auxílios ativos e integrais oferecidos a pacientes que tratam doenças graves, progressivas e que ameaçam a continuidade da vida, como o câncer, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Eles devem ser iniciados, primeiramente, por meio da decisão conjunta entre médico, paciente e familiares, quando o tratamento curativo deixa de fazer o efeito esperado de cura ou redução do tumor. Alguns dos suportes oferecidos em cuidados paliativos incluem abordagens terapêuticas que proporcionam maior comodidade ao paciente para enfrentar a doença, como:

 

  • Controle dos sintomas: estratégia voltada para aliviar sintomas, dores e situações de estresse causadas pelo tratamento oncológico. É possível ajudar a gerenciar problemas físicos, emocionais e sociais.

 

  • Home care: cuidados paliativos realizados em casa, mas ainda com tratamento e acompanhamento médico.

 

  • Acompanhamento psicológico: um profissional especialista que acompanha o paciente e os familiares durante o tratamento, a fim de promover alívio emocional neste período.

 

  • Teleconsulta: acompanhamento virtual, para que o médico se mantenha atualizado sobre o quadro de saúde do paciente e a evolução do tratamento, ao mesmo tempo em que proporciona maior comodidade e conforto à pessoa que trata o câncer. É importante citar que este tipo de monitoramento depende de cada caso e a escolha é feita pelo especialista.

Como a Medquimheo oferece os cuidados paliativos?

Os cuidados paliativos necessitam de uma equipe multidisciplinar para atuar em diversas frentes e nós, da Medquimheo, oferecemos toda assistência necessária para tornar o tratamento oncológico mais leve e acolhedor. Desde o acompanhamento pediátrico até o apoio psicológico, nós estamos preparados para levar o melhor e mais atualizado serviço de oncologia do Espírito Santo

Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

Julho Verde: fatores de risco e sinais do câncer de cabeça e pescoço

Cuidado e tratamento acolhedor: conheça nossas especialidades e serviços!

Fonte: Instituto Nacional de Câncer (Inca).


shutterstock_1139591732.jpg

Na Medquimheo, cuidar e acolher é a nossa principal missão. Por isso, inovamos em especialidades que atendem aos nossos pacientes com excelência e oferecem um tratamento mais leve. Nossas clínicas, localizadas em Serra e Vitória, são uma extensão do nosso cuidado, visto que proporcionam conforto e segurança para um tratamento oncológico leve e acolhedor, a fim de prezar pelo bem-estar de nossos pacientes.

Para te ajudar a entender melhor quem somos, nós, do Blog da Medquimheo, reunimos nossas principais especialidades oferecidas e serviços prestados aos pacientes. Continue a leitura para conferir!

Veja mais – Conheça os novos exames para diagnosticar patologias mamárias

Quais especialidades a Medquimheo oferece?

Nossas especialidades trabalham em busca de oferecer o maior conforto, segurança e acolhimento durante o tratamento oncológico. Por isso, temos à disposição diversos especialistas para ajudar a tratar e cuidar com o máximo de excelência e profissionalismo. Conheça-os abaixo:

  1. Mastologia: área responsável por diagnosticar e tratar das patologias que afetam as mamas, como, por exemplo, o câncer de mama. Saiba mais sobre esse tipo de câncer!
  2. Hematologia: profissional que estuda e investiga as doenças do sangue, assim como anemias, leucemias, linfomas e cânceres das células do sangue. Conheça a importância de doar sangue!
  3. Oncologia: especialidade voltada para a identificação e tratamento do câncer, com o objetivo de orientar qual a melhor forma de tratar cada tipo de tumor. Entenda a importância do diagnóstico precoce!
  4. Oncologia pediátrica: departamento capacitado para gerir o tratamento oncológico de crianças e adolescentes com câncer. Saiba a importância da família no tratamento infantil!
  5. Cirurgia de cabeça e pescoço: área destinada à cirurgia oncológica que trata e pode levar à retirada de tumores nas regiões da face, boca, laringe, faringe, pescoço, tireoide e glândulas salivares. Saiba mais sobre os fatores de risco desses tipos de tumores!
  6. Nutrição: acompanhamento voltado para orientar uma alimentação adequada para o paciente em tratamento de câncer, a fim de proporcionar mais qualidade de vida e bem-estar durante os procedimentos oncológicos. Confira algumas dicas da nossa nutricionista
  7. Cirurgia oncológica: método de tratamento utilizado para diagnóstico e tratamento de tumores sólidos. Descubra quando a cirurgia oncológica é necessária!
  8. Psicologia: acompanhamento voltado para o apoio psicológico durante o tratamento oncológico, a fim de oferecer suporte durante este momento e fazer com que seja o mais leve possível. Conheça a importância do apoio profissional e familiar!

Serviços disponíveis na Medquimheo

Os serviços prestados por nós, da Medquimheo, visam a melhoria da qualidade de vida dos nossos pacientes, como também a comodidade nas nossas unidades. Confira quais são:

  • Concierge: um profissional que presta o acolhimento do paciente e seus familiares desde o início do tratamento, agenda e marca os retornos das consultas e exames, e também auxilia no recebimento de resultados.
  • Farmácia Clínica: serviço que dispõe de um farmacêutico para acompanhar, orientar e monitorar o tratamento medicamentoso dos pacientes.
  • Centro de Infusão e Terapia Imunobiológica (CIN): espaço destinado para pacientes não-oncológicos para tratamento com medicamentos intravenosos, subcutâneo ou intramuscular.

Todos os outros serviços prestados pela Medquimheo estão disponíveis no nosso site. Confira!

Conheça o nosso blog

Em nosso Blog, você sempre encontrará materiais relevantes para obter mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser do seu interesse:

Alimentação como aliada do bem-estar mental

Células tronco: entenda suas funções e como auxiliam em tratamentos medicinais

Fonte: Medquimheo.


shutterstock_2117735369.jpg

O Dia Mundial sem Tabaco, celebrado em 31 de maio, tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre o impacto negativo gerado pelo vício em cigarro e a dependência física à nicotina. Segundo pesquisa do Instituto Oncoguia, o hábito é um dos principais fatores de risco evitáveis que podem elevar em 30% o risco de desenvolvimento de vários tipos de câncer, como o de pulmões, fígado, estômago, pâncreas, rins, cólon e reto, bexiga, ovários, colo do útero, cavidade nasal e oral, faringe, laringe e esôfago.

Tem interesse em saber mais sobre o Dia Mundial Sem Tabaco e qual a importância de falar sobre os fatores de risco dos novos formatos de consumir o cigarro? Continue a leitura deste artigo que nós, do Blog da Medquimheo, preparamos para você!

Veja mais – Linfoma de Hodgkin: saiba quais são os principais sintomas e tratamentos 

Qual é a campanha antifumo 2022?

A campanha antifumo deste ano tem como tema “Tabaco: ameaça ao nosso meio ambiente”. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo atinge a saúde das pessoas, além de também trazer consequências ao meio ambiente, visto que, para produzir cigarros, diversas árvores são cortadas. Ademais, milhares de litros de água são usados para produzir o material e toneladas de emissões de CO2 são liberadas, o que eleva a temperatura global e, consequentemente, pode afetar a saúde humana de outras formas, inclusive aumentando a presença de substâncias cancerígenas. 

O que é tabagismo?

O tabagismo é o vício em consumir cigarro e as substâncias químicas contidas no produto, como a nicotina. O hábito integra o grupo de transtornos mentais e comportamentais em razão do uso de substância psicoativa. Nesse sentido, outras alternativas para consumir o tabaco têm sido procuradas, como o uso de cigarros eletrônicos e narguilé, que são vendidos como formas “mais seguras” de consumir o tabaco. 

O público que mais tem sido atraído são os jovens, de acordo com pesquisa realizada pelo Inquérito Telefônico de Fatores de Risco para Doenças Crônicas não Transmissíveis em Tempos de Pandemia (Covitel), em que pelo menos 1 a cada 5 jovens de 18 a 24 anos usa cigarros eletrônicos. Dados da OMS alertam, ainda, que o uso de narguilé entre 60 e 80 minutos ininterruptos equivale a 100 cigarros comuns.

Qual a relação entre cigarro e câncer?

O tabaco possui inúmeras substâncias cancerígenas e, quando consumidas cada vez mais cedo, como por meio da prática usual dos cigarros eletrônicos pelos jovens, o potencial risco para desenvolvimento de vários tipos de câncer se amplia. O câncer de pulmão, por exemplo, tem como fator de risco o tabagismo, seja pela pessoa que é ativa ou passiva – aquela que não faz uso das substâncias, mas sempre está em contato por outros. Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) apontam que cerca de um terço de todos os casos de câncer são atribuídos ao fumo e que 80% dos diagnósticos de câncer de pulmão são causados pelo consumo de tabaco. 

A nossa oncologista, Dra. Carolina Conopca, afirma que o tabagismo traz prejuízos para a saúde em todos os aspectos, mas, principalmente, à exposição aos riscos de desenvolvimento de câncer. 

“De acordo com o Inca, os fumantes possuem um risco 23 vezes maior de desenvolver câncer de pulmão em relação aos não fumantes. Também é um hábito considerado arriscado para pessoas sensíveis a problemas respiratórios, visto que os fumantes possuem a função pulmonar afetada e as doenças respiratórias podem se desenvolver na forma mais grave”. – Carolina Conopca, oncologista da Medquimheo.

Quais os benefícios de parar de fumar? 

Interromper o vício no tabaco pode trazer benefícios imediatos e a longo prazo, o que garante a sobrevida do fumante ativo e do fumante passivo. De acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (Paho), o tabagismo mata mais de 8 milhões de pessoas a cada ano, por isso, é de suma importância alertar a população quanto a importância de abandonar este hábito. Abaixo, listamos alguns resultados benéficos para a saúde percebidos após a pessoa parar de fazer uso do tabaco, segundo a Paho.

 

  • Dentro de 20 minutos, o ritmo cardíaco e a pressão arterial baixa;
  • Em 12 horas, o nível de monóxido de carbono no sangue cai para o normal;
  • De 2 a 12 semanas, a circulação sanguínea melhora e a função pulmonar melhora;
  • Entre 1 a 9 meses, a tosse e a falta de ar diminuem;
  • Em 1 ano, o risco de desenvolver uma doença em relação ao fumo cai pela metade;
  • Entre 5 a 15 anos após parar de fumar, o risco de ter um acidente vascular cerebral é reduzido ao de um não fumante;
  • Em 10 anos, o risco de câncer de pulmão cai para metade em relação a um fumante e o risco do desenvolvimento de outros tipos de câncer também diminui.

Nesse contexto, frear o consumo de tabaco também pode ajudar a diminuir o impacto da indústria do cigarro sobre o meio ambiente, logo, à vida humana como um todo, visto que a natureza se deteriora devido ao cultivo, produção e distribuição, consumo e resíduos pós-consumo do fumo. Levante a bandeira da conscientização, seja contra o cigarro! 

Conheça o Blog da Medquimheo

Nosso blog é repleto de posts para te manter sempre bem informado e atualizado. Aproveite mais conteúdos:

Dia Mundial da Saúde Digestiva: saiba mais sobre hábitos saudáveis!

Maio Cinza: campanha chama atenção para o câncer do cérebro

Fonte: Organização Pan-Americana de Saúde (Paho).


shutterstock_1781278841.jpg

Os riscos para pacientes oncológicos ao se contaminarem com Covid-19 se dão pelas maiores chances de complicações pela doença, visto a baixa imunidade das pessoas que tratam o câncer. Segundo um estudo de meta-análise da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), os riscos de óbitos por Covid-19 em pacientes oncológicos são de 26%, contra 2% a 3% da população geral. Nesse sentido, é fundamental que os pacientes adotem as medidas protetivas, a fim de evitar a contaminação e, consequentemente, dar continuidade ao tratamento oncológico

Para te explicar os principais cuidados que os pacientes oncológicos devem tomar para evitar a infecção pelo coronavírus, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial. Continue lendo para conferir!

Veja também: Tomei a vacina da Covid-19, e agora?

🩺 Quais cuidados adotar para prevenir a contaminação pela Covid-19?

De acordo com o Instituto Oncoguia o principal cuidado para o paciente oncológico deve ser com o tratamento, que não deve ser interrompido e, qualquer decisão deve ser tomada em conjunto com a equipe médica. Para além do tratamento, é preciso avaliar procedimentos cirúrgicos eletivos e adiá-los, quando possível; imunizar os pacientes com a vacina contra a Covid-19 e implementar precauções pessoais para ajudar no controle da proliferação do vírus.  

Para que os cuidados contra o coronavírus sejam estendidos para o dia a dia do paciente oncológico, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) publicou algumas recomendações.

🏠 Ficar em casa quando não for dia de tratamento; 

🤧 Prevenir-se de contato com pessoas gripadas ou resfriadas quando sair;

💉 Vacinar-se contra a Covid-19;

🧼 Lavar as mãos com frequência e por, pelo menos, 20 segundos;

🤦🏼‍♀️ Evitar levar as mãos ao rosto, principalmente, nos olhos, nariz e boa;

🤧 Cobrir nariz e boca ao tossir ou espirrar;

📏 Manter distância segura das pessoas e evitar aperto de mão, abraços e beijos;

🎒 Evitar compartilhar objetos pessoais como toalhas, garrafas e copos, chaves e celulares;

🧴 Higienizar superfícies tocadas com frequência;

😷 Utilizar sempre a máscara, em locais públicos e com desconhecidos.

Caso apresente qualquer sintoma de Covid-19, é fundamental procurar um médico, para que o rastreamento da infecção seja realizado e o tratamento seja iniciado. Quando possível, opte pelo formato de teleconsulta, para resguardar a sua segurança e do profissional que irá atendê-lo. 

#DicaMedquimheo: vacine-se! Os pacientes oncológicos fazem parte do grupo prioritário para receber os imunizantes contra a Covid-19 e, ao se vacinar, é possível evitar as formas graves da doença e dar continuidade ao tratamento de câncer.

💡 Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

5 dicas sobre o que fazer em casa durante a quarentena

Testes de Covid-19: entenda as diferenças entre os exames!

Fonte: Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC).


shutterstock_397255312.jpg

A leitura pode ser uma ótima ferramenta para cuidar da saúde mental, principalmente, neste período de pandemia. Diante do isolamento físico, adotar hábitos que proporcionam relaxamento e prazer são de grande valia. Estudo realizado pela Academia Americana de Neurologia mostra que praticar o hábito de ler ao longo da vida tem associação com o retardo de declínios cognitivos em idades avançadas, além de evitar o surgimento de doenças neurológicas, como por exemplo, o Alzheimer. 

Para te mostrar a importância da leitura e como adotá-la em sua rotina nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial. Continue lendo para conferir!

Veja também –  Ansiedade: saiba como lidar durante o isolamento

📚 Quais são os benefícios da leitura?

A leitura pode ser benéfica para várias áreas da vida, inclusive para cuidar da saúde mental. O hábito de ler também é capaz de auxiliar no aumento da criatividade e armazenamento de informações. Para os leitores de longas datas, esses efeitos são ainda mais notáveis, é o que diz a pesquisa publicada no periódico Creativity Research Journal. Outro dado interessante aponta aumento da empatia em pessoas engajadas com livros de ficção literária, o que pode promover maior consciência social e respeito ao próximo.

📖 Com incluir a leitura na rotina?

Assim como os exercícios físicos, a leitura é uma atividade que deixa a mente em movimento. Por isso, ela deve ser inserida no dia a dia. Para te ajudar, separamos 5 dicas de como se tornar um leitor assíduo e deixar a sua rotina mais leve e repleta de novas histórias.

⏰ Escolha o melhor horário! Para que a leitura seja produtiva é de suma importância escolher um período do dia em que esteja desperto, para que assim, todos os detalhes da história sejam retidos;

📕 Tenha sempre um livro por perto. Mesmo com a rotina corrida, é possível encontrar um período, ainda que curto, para se dedicar à leitura. Durante o intervalo do trabalho, à espera do transporte e antes de dormir são momentos que podem ser aproveitados;

😍 Opte por temas de seu interesse, pois ler sobre o que gosta é mais atraente no início, até que se torne um hábito. Por outro lado, instigar a curiosidade com temas diferentes te provocam a continuar descobrindo sobre diversos assuntos, antes desconhecidos;

📈 Estabeleça metas de leitura. Para que ler se torne um hábito, é fundamental alinhar objetivos. Comece devagar, com poucas páginas por dia e, aos poucos, aumente os desafios, até finalizar o livro e partir para outro;

👩🏼‍💻 Compartilhe a sua experiência literária. Falar sobre a história lida com outras pessoas ajuda a cumprir o compromisso da leitura, além de ampliar a visão e enxergar pontos de vista diferentes de outros leitores.

A pandemia nos mostrou que é possível se divertir em casa e com segurança. A leitura é uma atividade solitária, mas que pode ser ferramenta de relaxamento e cuidado para quem a pratica.

💡 Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

Dicas para manter a qualidade de vida e a saúde mental na quarentena

5 dicas sobre o que fazer em casa durante a quarentena

Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).


Familia-como-apoio-emocional-.png

A família é a base para todas as fases da vida e não é diferente durante a descoberta do câncer. O tripé que sustenta positivamente o tratamento oncológico inclui: paciente, profissionais especializados e família. Nesse sentido, é de suma importância os familiares e amigos se empenharem para oferecer apoio, conversa e acolhimento durante este momento delicado. O suporte psicológico especializado também é essencial, visto que, de acordo com artigo publicado no site do Instituto Nacional do Câncer (Inca), 20% a 30% dos pacientes com câncer têm ansiedade, depressão, estresse e baixa autoestima em algum momento após o diagnóstico.

Nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial para você, familiar e amigo, com o objetivo de te mostrar que é possível ajudar o paciente oncológico a atravessar o tratamento com mais leveza e oferecer apoio adequado neste período. Confira!

Veja também: Câncer e depressão: entenda a relação!

🩺 Qual a importância do apoio psicológico especializado?

O psicólogo especialista em tratamento oncológico pode contribuir na identificação de medos, dúvidas, expectativas e incertezas do paciente, bem como ofertar um espaço de escuta efetiva e suporte profissional. Nesse contexto, o trabalho também é realizado com a família, que é peça fundamental na assistência da pessoa diagnosticada com câncer e precisa saber a forma correta de lidar com a situação. Dessa forma, o acompanhamento irá proporcionar mais bem-estar ao paciente e familiares, além de auxiliar na compreensão de fatores emocionais que podem intervir na saúde e, consequentemente, no tratamento. 

⚠️ Quais sinais evidenciam a necessidade de ajuda?

Importante citar que a ajuda emocional especializada deve ser priorizada para pacientes de todas as idades, visto que, de acordo com levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Pediatria, há um maior número de casos depressivos em adolescentes de 14 a 16 anos, que representam cerca de 59,9% do público desta idade. Os índices podem ser maiores quando se trata de pacientes oncológicos crianças. Nesse sentido, é necessário se atentar a sintomas como tristeza generalizada, desesperança, culpa excessiva, vontade de se isolar e autocríticas exageradas para detectar precocemente quadros clínicos de ansiedade ou depressão.  

👨‍👩‍👧‍👦 Como a família pode oferecer apoio?

O apoio por parte de familiares e amigos deve visar a maior comodidade do paciente, tanto física, quanto mental. Isso implica na presença ativa, encorajamento positivo, escuta efetiva, compartilhamento de informações relevantes sobre temas além do câncer e acolhimento na comunicação e ação. Para te ajudar nessa missão, separamos algumas dicas de como praticar o apoio emocional a um paciente oncológico:

💙 Ofereça-se para ouvir e conversar;

💙 Ajude nas tarefas do dia a dia, mesmo que simples;

💙 Acompanhe nas consultas e tratamentos de rotina;

💙 Incentive a cuidar da alimentação, saúde e autoestima;

💙 Respeite o tempo e espaço do outro;

💙 Seja positivo e engaje-o no convívio social, mesmo que virtualmente.

#DicaMedquimheo: o Inca publicou uma cartilha com dicas para diminuir o estresse durante o tratamento oncológico. Confira!

Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

Ansiedade: saiba como lidar durante o isolamento

Saúde mental: quais hábitos adotar para ter uma mente saudável?

Fonte: Instituto Nacional do Câncer (Inca).


vacinacao-contra-covid-19.png

De acordo com o Mapa de Vacinação do Brasil, 16,96% da população brasileira já recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e 8,54% receberam a segunda dose. Entretanto, a adoção às medidas de segurança devem continuar, a fim de evitar o contágio do coronavírus. De acordo com o Ministério da Saúde, as vacinas contra a Covid-19 reduzem o risco de desenvolvimento da forma grave da doença e, ainda que vacinadas, essas pessoas podem ser infectadas e transmitir o vírus, mesmo que não apresentem sinais ou desenvolvam sintomas leves.

Neste momento, é precioso ter consciência coletiva para que, mesmo imunizado, adote-se as medidas que visam a proteção de todos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), são necessários cerca de 60 a 75% da população vacinada para atingirmos a imunidade de rebanho – imunização coletiva mínima para reduzir o número de transmissão do vírus.

Para te mostrar os cuidados que devem ser tomados para evitar a infecção e reinfecção do coronavírus, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial. Confira!

Veja também: Testes de Covid-19: entenda as diferenças entre os exames!

Quais medidas de proteção devo adotar? 

Desde o início da pandemia, muito se fala dos hábitos de higiene que devem ser adotados para prevenir a contaminação do coronavírus e manter os ambientes mais seguros. Veja quais são:

  • 👩🏼‍💻 Mantenha o distanciamento físico

Estudo publicado na Revista científica The Lancet, que analisou medidas de isolamento como quarentena para indivíduos infectados, fechamento de escolas e trabalho em home office, confirmou que houve redução de 99,3% de infecções no período de duas semanas. Por isso, evite lugares com aglomeração, principalmente, em ambientes fechados. Caso precise sair, mantenha-se a pelo menos um metro de distância das pessoas.

#DicaMedquimheo: isolar-se em casa para se manter em segurança não significa estar sozinho. Faça uso dos aplicativos de videochamada e esteja próximo de seus amigos e familiares, mesmo que virtualmente. Qualquer maneira de demonstrar carinho acolhe. ❤️

  • 🧼 Higienize as mãos

Especialistas apontam que lavar bem as mãos com água corrente e sabão ou higienizar com álcool gel 70% impede, consideravelmente, a disseminação do vírus, visto que, a transmissão ocorre quando a mão contaminada toca a mucosa da boca, do nariz ou dos olhos. Além disso, o vírus da Covid-19 também pode ser transferido de uma superfície para outra, nesse sentido, sempre que tocar em objetos ou lugares, principalmente, públicos, higienize as mãos.

  • 😷 Use máscara

Estudo realizado por pesquisadores da UFRGS, UFPel, UFSCPA e Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre (SMS), intitulado Distanciamento social, uso de máscara e a transmissão de SARS-CoV-2: um estudo de caso-controle com base na população, afirma que o uso de máscara reduz em até 87% os riscos de exposição ao vírus, especialmente, de indivíduos assintomáticos que transmitem a doença. O ideal é usá-la de forma que fique fixa e cubra nariz, boca, bochechas e queixo.

As máscaras variam de cor, tecido e modelo, mas o que deve ser priorizado na hora da escolha é a eficácia da proteção do material usado na fabricação. Atualmente, recomenda-se a utilização de duas máscaras de tecido ou modelos como a N95, que são mais usadas por profissionais da saúde, mas têm o mesmo objetivo: inibir o compartilhamento de partículas de ar.

  • 🤒 Adote as etiquetas respiratórias

A educação deve direcionar as nossas ações, para que a convivência seja harmoniosa. Nesse sentido, a etiqueta respiratória consiste em hábitos que, se adotados, podem evitar a disseminação de gotículas contaminadas vindas de espirros e tosses. As ações incluem:

📌 Cobrir o nariz e boca com o antebraço ao tossir ou espirrar;

📌 Evitar tocar os olhos, nariz e boca com as mãos sem higienizá-las;

📌 Manter uma distância mínima de um metro e meio de pessoas que estejam tossindo ou espirrando;

📌 Optar por manter a distância entre pessoas, mesmo que conhecidas;

📌 Higienizar com frequência objetos pessoais como aparelhos eletrônicos, chaves, sapatos, bonés e bolsas.

  • 📲 Cheque as informações

Com o objetivo de preservar a saúde mental, é de suma importância consumir notícias de fontes confiáveis. Para isso, procure sempre se informar por meio de sites de órgãos oficiais ou veículos de comunicação reconhecidos. O site Todos Pelas Vacinas, por exemplo, disponibiliza materiais de orientação que respondem às principais dúvidas sobre a vacinação no Brasil e, consequentemente, ajudam a combater a desinformação acerca do assunto. 

Conheça nosso blog!

Aqui em nosso Blog sempre encontrará materiais relevantes para mais saúde e qualidade de vida. Confira outros conteúdos que podem ser de seu interesse:

Descubra as principais medidas de prevenção ao coronavírus no trabalho

Máscara de proteção: entenda qual é o tipo ideal para cada ocasião

Fonte: Ministério da Saúde.


Dia-Mundial-de-Luta-Contra-o-Cancer.png

Em 8 de abril é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra o Câncer. A data foi instituída para chamar a atenção sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce da doença. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um terço das mortes provocadas pelo câncer podem ser evitadas se detectadas em estágio inicial e com acesso aos tratamentos adequados.

Para te mostrar que é possível prevenir o câncer e ter um tratamento com resultados positivos, nós, do Blog da Medquimheo, produzimos este conteúdo especial.

Hábitos que previnem o câncer

Uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) e pela Harvard University, publicada na Revista Científica Cancer Epidemiology, aponta que do total dos casos anuais de câncer, 27% deles seriam evitados e 34% das mortes seriam poupadas, com um estilo de vida mais saudável. Confira hábitos que podem ser adotados:

❌ Evite fumar e consumir bebidas alcóolicas

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o vício aumenta em até 20 vezes o surgimento do câncer de pulmão. Pode contribuir, ainda, para o desenvolvimento do câncer de laringe, faringe, esôfago, bexiga, pâncreas, rim, estômago e intestino. No caso das bebidas alcoólicas, elas podem corroborar para o surgimento do câncer de estômago e intestino.

☀️ Cuidado ao se expor ao sol

É recomendado que a exposição solar aconteça entre 7h e 9h, horários em que a radiação ultravioleta não é prejudicial à pele e auxilia no estímulo à produção de vitamina D. Em contrapartida, a exposição em larga escala ao sol, no intervalo de 10h e 16h, pode acarretar o desenvolvimento de todos os tipos de câncer da pele. Por isso, sempre faça uso do protetor solar com FPS 50, mesmo em dias nublados; use chapéu e óculos de sol.

🍉 Adote uma rotina saudável

rotina-saudavel

Uma rotina saudável deve incluir alimentação balanceada e prática de exercícios físicos. É importante consumir alimentos livres de agrotóxicos e minimamente processados, como frutas, legumes, verduras, laticínios e oleaginosas.

Para que o corpo e a mente estejam em harmonia, é necessário praticar atividades que proporcionem prazer. Aeróbica, ioga, dança, corrida, musculação são exercícios que, junto a uma alimentação saudável, auxiliam na promoção da qualidade de vida e fortalecimento do sistema imunológico. Além de controlar o peso corporal e evitar casos de obesidade, que podem estar ligados ao surgimento do câncer.

💉 Mantenha as vacinas em dia

Alguns tipos de cânceres estão diretamente relacionados a infecções virais que podem ser evitadas pela vacinação, como o câncer uterino e o de fígado. A imunização contra o HPV e Hepatite B são essenciais para a prevenção desses cânceres, visto que auxiliam no desenvolvimento de anticorpos contra os vírus.

🩺 Realize os exames preventivos

Os exames preventivos são ferramentas fundamentais para a detecção precoce do câncer. Aumentam as chances de cura e preservam o bem-estar do paciente durante o tratamento oncológico. É de suma importância se atentar às campanhas nacionais e internacionais que alertam a sociedade para os exames que devem ser feitos. Confira algumas:

📌 É importante lembrar, ainda, que alguns cânceres não têm fatores de risco bem definidos e podem se desenvolver por conta da genética, histórico familiar e desenvolvimentos anormais de células cancerígenas. No entanto, todo cuidado é importante para preservar a saúde e garantir um tratamento mais assertivo.

👨🏻‍⚕️ Tratamento oncológico leve e acolhedor

A nossa campanha intitulada “O câncer tem tratamento e passar por ele pode ser mais leve e acolhedor” carrega a nossa missão: cuidar. Nossa equipe multidisciplinar que inclui oncologistas, nutricionistas, psicólogos e farmacêuticos trabalham com dedicação para proporcionar um tratamento personalizado a todos os pacientes. A luta contra o câncer não é uma batalha fácil mas, nós, da Medquimheo, estamos à disposição para caminhar lado a lado e construir uma rede de apoio para enfrentar este momento.

“A nossa dedicação é para levar o máximo de zelo e carinho aos pacientes. Queremos que eles saibam que não estão sozinhos e estaremos sempre dispostos a ajudar e pôr em prática a nossa missão, que é o cuidado individualizado.”

– Carolina Conopca, oncologista da Medquimheo

Conheça nosso blog!

Aqui no Blog você confere outros conteúdos:

Dia Mundial do Câncer: entenda a campanha

Dia Mundial do Combate ao Câncer: você sabe a importância da data?

Fonte: Instituto Nacional do Câncer (Inca).


campanha-medquimheo.png

dezembro 15, 2020 Notícias0

Cuidar e tratar pessoas é nossa missão desde 1996. Esse conceito de cuidado está refletido em nossa primeira campanha, que ganhará as ruas nos próximos dias. O slogan “O câncer tem tratamento e passar por ele pode ser mais leve e acolhedor” leva aos pacientes oncológicos uma mensagem de apoio e acolhimento. Em outdoors, rádios e mídia digital, vamos reforçar a essência da clínica e da família Medquimheo, que é composta por um time que pensa em cada paciente de forma especial e singular.

Neste post queremos reforçar um pouco da nossa trajetória, que teve ajuda de cada um – pacientes e equipe – para ser construída. 

Pacientes em primeiro lugar

Nossa história começou a ser construída em agosto de 1996. Desde o início, nossos fundadores – um time modesto de dois hematologistas e um oncologista – vislumbraram alcançar um patamar ainda mais especial do que o de apenas atender. O anseio inicial continua aceso em nossos valores: fornecer atendimento humanizado, em que o cuidado individualizado aos nossos pacientes é uma premissa.

Ao longo dos anos, nossa família cresceu e, hoje, contamos com uma equipe que continua a transcender nossa principal missão. Contamos com estrutura completa para serviço multidisciplinar, relacionamento próximo ao paciente oncológico e infraestrutura com tecnologia de ponta. 

Tratamento mais leve e acolhedor

Em nossa primeira campanha, queremos levar aos pacientes oncológicos uma mensagem de apoio e mostrar que eles não estão sozinhos na luta contra o câncer. Ter uma rede de apoio é fundamental para enfrentar a doença, por isso, estamos aqui! 

O resultado de toda dedicação da nossa equipe para levar aos nossos pacientes o tratamento do câncer de forma mais acolhedora, é refletido em nosso índice de satisfação do cliente: 97%, com base no Net Promoter Score (NPS) – nota média de indicação, numa tradução direta. 

“Cuidamos dos nossos pacientes com o máximo de zelo e carinho. Queremos que eles saibam que não estão sozinhos, estaremos sempre dispostos para ajudá-los, afinal, o cuidado individualizado é nosso principal valor.”

-Dra.Carolina Conopca, oncologista da Medquimheo. 

Conheça o blog da Medquimheo

Nós, do Blog da Medquimheo, te convidamos a conhecer nossos conteúdos, que são produzidos para sempre te manter bem informado. Aproveite algumas de nossas sugestões:

Por que a doação de sangue é ainda mais importante no fim do ano?

Falta de vitaminas durante o câncer: entenda qual é a relação